Resumo Trabalho

RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS

MARIA JUSSARA DA SILVA , CAMILA TERESA PONCE DE LEON MENDONÇA TAGLIAFERRO, EVELYN THAIS DE ALMEIDA RODRIGUES, NATÉRCIA DANTAS DE QUEIROZ e orientado por ELIANE ARAUJO DE OLIVEIRA e orientado por ELIANE ARAUJO DE OLIVEIRA

Resumo de artigo: Este estudo teve como objetivo identificar o perfil sociodemográfico e o risco de quedas de um grupo de mulheres idosas residentes em uma Instituição de Longa Permanência da cidade de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Trata-se de um estudo observacional, de caráter descritivo, transversal com abordagem quantitativa realizada no âmbito de uma Instituição de Longa Permanência da cidade de João Pessoa- PB. A amostra do tipo não probabilística por conveniência foi composta por 32 idosas do sexo feminino, residentes na instituição. Foram utilizados como critérios de inclusão: idade igual ou superior a 60 anos, residentes na instituição de longa permanência. Os critérios de exclusão foram: não encontrar-se na instituição no período da coleta de dados. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal da Paraíba protocolo n° 0340/14 e realizado de acordo com os aspectos éticos e legais com a concordância dos sujeitos em participar do estudo. Foram utilizados os seguintes instrumentos de coleta de dados: 1) Questionário semi-estruturado para avaliar os dados sócio-demográficos; 2)Escala de Morse; 3) O Índex de Independência nas Atividades de Vida Diária de Katz, e o Mini-Exame do Estado Mental. Para avaliar as condições socioeconômicas e demográficas foi utilizada uma ficha de avaliação. Neste estudo observou-se que, aquelas com idade entre 60 e 70 anos apresentaram baixo risco de quedas, enquanto as idosas acima de 71 anos mostraram prevalência para médio risco de quedas, assim podemos compreender que quanto mais avançada a idade maior o risco de quedas.

Veja o artigo completo: PDF