Resumo Trabalho

ASSISTÊNCIA DE SAÚDE FRENTE AO IDOSO INDÍGENA: REVISÃO INTEGRATIVA

MARIA CAROLINA DA SILVA CARDOSO NANQUE, LARYSSA GRAZIELLE FEITOSA LOPES, JOANNA DE OLIVEIRA PEREIRA, SHEILIANE DA SILVA BARBOSA

O FENÔMENO DO ENVELHECIMENTO NO CONTEXTO BRASILEIRO ABRANGE A POPULAÇÃO INDÍGENA. ABORDAR AÇÕES QUE TANGENCIEM ESSA POPULAÇÃO É IMPRESCINDÍVEL, SOBRE TUDO NO NOVO CONTEXTO DEMOGRÁFICO E EPIDEMIOLÓGICO BRASILEIRO. A TRANSCULTURALIDADE É UM FENÔMENO QUE DEVE SER OBSERVADO E SERVIR DE NORTE PARA A ESTRUTURAÇÃO DOS PROCESSOS ASSISTENCIAIS AO IDOSO INDÍGENA. OS ESTUDOS REVELAM DIFICULDADE NO ACESSO À SAÚDE INTEGRAL ASSIM COMO A POUCO ADAPTAÇÕES DAS ABORDAGENS AO CONTEXTO INDÍGENA. ESSAS FRAGILIDADES TORNAM O ATENDIMENTO A ESSA POPULAÇÃO FRAGMENTADO. OS ESTUDOS REVELAM QUE OS CUIDADOS EM ALGUNS CONTEXTOS EXISTEM, MAS SE APRESENTAM DESCONTÍNUOS AO PONTO DE NÃO CUMPRIREM O PROPÓSITO AO QUAL FORAM DESIGNADOS. EM MUITAS COMUNIDADES AS DIRETRIZES DA HUMANIZAÇÃO DO CUIDADO NÃO SÃO APLICADAS AO UNIVERSO DO CUIDAR. OS ASPECTOS CULTURAIS ALGUMAS DAS VEZES MOSTRAM-SE COMO POTENCIAIS ENTRAVES À IMPLEMENTAÇÃO DE ALGUMAS DAS ESTRATÉGIAS DO CUIDAR EM ALGUMAS COMUNIDADES INDÍGENAS ESPECÍFICAS. O PRESENTE ESTUDO OBJETIVO REVER OS PROCESSOS ASSISTENCIAIS E PERCEBER AS ATUAIS FRAGILIDADES DO PROCESSO DE CUIDAR.

Veja o artigo completo: PDF