Resumo Trabalho

CAUSAS DE ÓBITOS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO NORDESTE DO BRASIL

MICHELINE VERAS DE MOURA, ELKA ANTUNES FALCÃO DE MEDEIROS, KARLA CRISTINA WALTER, THAIZA TEIXEIRA XAVIER NOBRE e orientado por ANA ELZA OLIVEIRA DE MENDONÇA

NO MUNDO, VEM ACONTECENDO O ENVELHECIMENTO HUMANO EM EXTENSA CELERIDADE. AVALIASSE QUE O NÚMERO DE IDOSOS IRÁ DOBRA, SAIRÃO DE 11% EM 2006, PARA 22% EM 2050. OBJETIVOU ANALISAR AS CAUSAS FINAIS DOS ÓBITOS EM IDOSOS HOSPITALIZADOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. TRATA-SE DE UMA PESQUISA DESCRITIVA, RETROSPECTIVA E DE CARÁTER QUANTITATIVO. FORAM REGISTRADOS 119 ÓBITOS, SENDO 49 EM IDOSOS, TENDO COMO PRINCIPAL CAUSA DA MORTE AS NEOPLASIAS, DOENÇAS INFECCIOSAS (SEPSE E CHOQUE SÉPTICO), SISTEMA CARDIOVASCULAR, RENAIS E SISTEMA RESPIRATÓRIO E NEUROLÓGICAS. OS RESULTADOS DEMOSTRAM UM PREDOMÍNIO DAS DOENÇAS NEOPLÁSICAS E INFECCIOSAS E PODEM CONTRIBUIR NA INSTITUIÇÃO PARA ESTRATÉGIAS E PROMOÇÃO DE SAÚDE EM POPULAÇÕES IDOSAS. O ESTUDO PERMITIU CONCLUIR QUE OS ÓBITOS MAIS FREQUENTES EM PESSOAS IDOSAS FORAM MOTIVADOS POR DOENÇAS NEOPLÁSICAS E INFECCIOSAS, SENDO OS ÓBITOS POR NEOPLASIA MAIS FREQUENTE EM MULHERES. FRENTE A ESTES DADOS É IMPORTANTE RESSALTAR A NECESSIDADE DE NOVAS POLÍTICAS PÚBLICAS, CENTRADAS NA PREVENÇÃO E PROMOÇÃO DE AGRAVOS A SAÚDE, ALÉM DE INCENTIVO AOS HÁBITOS DE VIDA SAUDÁVEL VISANDO UM ENVELHECIMENTO ATIVO.

Veja o artigo completo: PDF