Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DE AGRAVOS EM IDOSOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

TCHARLYS LOPES DE OLIVEIRA e orientado por ANA CLÁUDIA TORRES DE MEDEIROS

O ENVELHECIMENTO HUMANO É CARACTERIZADO COMO UM PROCESSO NATURAL, COMPLEXO E MARCADO POR MUDANÇAS FÍSICAS, PSICOLÓGICAS, SOCIAIS, ECONÔMICAS E CULTURAIS. AS MODIFICAÇÕES FISIOLÓGICAS DECLINAM A HOMEOSTASIA DO CORPO, FAZENDO COM QUE O INDIVÍDUO TORNE-SE MAIS VULNERÁVEL A MORBIMORTALIDADES, INCLUSIVE AO EVENTO DE QUEDAS. DIANTE DO CENÁRIO, É NECESSÁRIO QUE OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE ATUEM DE FORMA PROFILÁTICA POR MEIO DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE, DE FORMA A EVITAR OU DIMINUIR O EVENTO DE QUEDA. TRATA-SE DE UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DAS AULAS PRÁTICAS DA DISCIPLINA SAÚDE DO IDOSO, DO CURSO DE ENFERMAGEM, DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE – UFCG, REALIZADA EM FEVEREIRO DE 2018. A EDUCAÇÃO EM SAÚDE ATUA DE FORMA ABRANGENTE E TEM COMO OBJETIVO CONSCIENTIZAR E PROMOVER A FORMAÇÃO DE ESTRATÉGIAS QUE VISEM O ENFRENTAMENTO DE SITUAÇÕES INDIVIDUAIS E/OU COLETIVAS QUE POSSAM INTERFERIR NA QUALIDADE DE VIDA DO INDIVÍDUO. CONCLUI-SE QUE AS ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE AFETARAM DE FORMA POSITIVA O PÚBLICO ALVO DA AÇÃO, MOSTRANDO-OS COMO PARTICIPANTES ATIVOS DO PROCESSO DE SAÚDE-DOENÇA.

Veja o artigo completo: PDF