Resumo Trabalho

O IDOSO E A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

LORENA RODRIGUES DE CARVALHO, CÁSSIO BALIZA SANTOS, LEISIANE PEREIRA MARQUES, VANEÇA DA SILVA MOREIRA MAGALHÃES e orientado por ELAINE DE OLIVEIRA SOUZA FONSECA e orientado por ELAINE DE OLIVEIRA SOUZA FONSECA

Introdução: A Universidade Aberta à Terceira Idade é uma estratégia para garantia do envelhecimento ativo que tem como proposta uma educação continuada. O objetivo desse trabalho é descrever uma experiência acadêmica durante a realização de uma oficina de primeiros socorros para idosos participantes deste programa. Metodologia: Abordagem qualitativa na modalidade de relato de experiência sobre uma oficina de primeiros socorros realizada em 2017 com idosos da Universidade Aberta à Terceira Idade, da Universidade do Estado da Bahia, Guanambi, estado da Bahia. O trabalho foi desenvolvido por acadêmicos de Enfermagem membros de uma liga acadêmica. Resultados e discussão: Durante a realização da oficina foi observado que em sua maioria os idosos apresentavam bom conhecimento acerca das temáticas discutidas. As condutas citadas como ações nas emergências estavam corretas, entretanto, alguns procedimentos essenciais passaram despercebidos. O emprego do conhecimento empírico esteve presente em grande parte das reflexões. O momento de maior participação da oficina foi durante a discussão acerca de Obstrução de Vias Aéreas por Corpo Estranho. Conclusão: A prática da educação em saúde com idosos revela a carga de conhecimento empírico que os mesmos trazem, influenciando na forma de agir frente à situações de emergência. Pode-se perceber a relevância do conhecimento sobre a atuação dos idosos frente aos primeiros socorros, pois estes, em alguns momentos moram apenas com o cônjuge e/ou são responsáveis pelo cuidado de familiares. Reflexões sobre essa temática à idosos pode contribuir para a redução de mortalidade nessa faixa etária e evitar o surgimento de sequelas.

Veja o artigo completo: PDF