Resumo Trabalho

A INFLUÊNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA MANUTENÇÃO DA INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL DO IDOSO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

DANIELLY BARBOSA RODRIGUES, JULIA KAROLINE DUARTE DE AMORIM, NUBIA MARIA FIGUEIREDO DANTAS e orientado por KENNIA SIBELLY MARQUES DE ABRANTES e orientado por KENNIA SIBELLY MARQUES DE ABRANTES

O processo de envelhecimento é um fenômeno inerente a todos os seres humanos, caracterizando-se como sendo algo dinâmico, progressivo e irreversível, estreitamente relacionado a fatores biológicos, psíquicos e sociais. Caracterizando-se pela perda da eficiência dos processos envolvidos na homeostase do organismo, as transformações morfológicas e funcionais compõem então uma das maiores preocupações para os profissionais da área da saúde, especialmente no que se refere à prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida. É no sentido de preservar a capacidade funcional dos idosos, prolongando a sua independência, que a prática de atividades físicas tem se tornado indispensável. Associado a isso surge à importância de ações de educação em saúde voltadas para o tema, como uma forma de complementar o conhecimento dos idosos e sensibilizá-los mediante a importância da prática de atividade física para manutenção da sua qualidade de vida. Tal estudo tem como objetivo relatar a experiência de acadêmicas de enfermagem, enquanto alunas extensionistas, sobre a realização de atividades de educação em saúde que enfatizam a influência da atividade física para manutenção da independência funcional da pessoa idosa. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência, realizado no mês de julho do corrente ano com idosos beneficiados por um programa habitacional do governo do estado de uma cidade do alto sertão paraibano. Durante o desenvolver das atividades, os idosos foram orientados quanto: como iniciar a prática de atividades físicas, os tipos de exercícios que eles podem realizar, enfatizando os benefícios que refletem na aparência, no trabalho, na sua saúde e dia a dia, além dos cuidados que devem ser tomados. Este momento proporcionou troca de experiências e engrandecimento de saberes, quanto à temática, retirando as dúvidas pertinentes e os tornando cientes quanto aos benefícios da adesão à prática de atividades físicas. Vemos o quão abrangente são os benefícios decorrentes de uma prática, que não demanda altos custos, nem muito tempo da vida do idoso. São ações simples, que quando executadas de maneira regular e da forma correta, interferem no domínio próprio do corpo, no desenvolvimento da força e flexibilidade. Realizar o seu autocuidado é uma responsabilidade na qual devemos ser os protagonistas, a nossa saúde muitas vezes depende dos hábitos que colocamos em prática no nosso cotidiano. A atividade desenvolvida com os idosos apresenta aspectos positivos e satisfatórios por apresentá-los uma forma de prevenir e prolongar a perca da independência, estimulando uma maior adesão, pois além de engrandecer o conhecimento do idoso, a ação mostrou as possibilidades das atividades que devem ser postas em prática. Cabe aos profissionais da área da saúde então prover meios que minimizem os efeitos do envelhecimento, com estratégias que envolvam os idosos, como a criação de grupos de dança, natação, caminhada entre outras atividades que proporcionem o envolvimento dos idosos e os estimulem a pratica de atividades físicas.

Veja o artigo completo: PDF