Resumo Trabalho

A EDUCAÇÃO HÍDRICA EM UM ENCONTRO COM IDOSOS

BÁRBARA EBILIZARDA COUTINHO BORGES, MARÍLIA RUTE DE SOUTO MEDEIROS, RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TÁVORA, NÚBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA e orientado por RAFAELA CAROLINI DE OLIVEIRA TÁVORA

OBJETIVA - SE RELATAR UMA AÇÃO EDUCATIVA DE DISCENTES DO CURSO DE ENFERMAGEM E NUTRIÇÃO EM UM GRUPO DE IDOSOS PARTICIPANTES DO PROJETO DE EXTENSÃO “ACOLHIMENTO MEMÓRIAS: ASSISTÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE A INDIVÍDUOS COM COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE E DEMÊNCIAS E AOS CUIDADORES”. ESTE GRUPO É MULTIPROFISSIONAL, PARTICIPANDO DISCENTES DO CURSO DE ENFERMAGEM, FISIOTERAPIA, NUTRIÇÃO E PSICOLOGIA. ACONTECEM INTERVENÇÕES DA FISIOTERAPIA E AÇÕES DE EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE FEITA PELOS ALUNOS DOS DEMAIS CURSOS. OS ENCONTROS ACONTECEM UMA VEZ POR SEMANA, E OS IDOSOS SÃO DISTRIBUÍDOS EM DOIS GRUPOS COM HORÁRIOS DIFERENTES, ANTES DA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA É REALIZADO O ENCONTRO ABORDANDO ALGUM TEMA ESCOLHIDO PELOS OUTROS CURSOS. OS PARTICIPANTES SÃO IDOSOS QUE FREQUENTAM A CLÍNICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO TRAIRI (FACISA), ESTES SÃO CONVIDADOS PELOS DISCENTES OU PROFESSORES DA REFERIDA CLÍNICA, E SÃO PACIENTES QUE APRESENTAM COMPROMETIMENTO COGNITIVO LEVE OU DEMÊNCIA. COM ISSO, ABORDAMOS QUAIS OS VALORES ESPERADO PARA OS LITROS DE ÁGUA QUE DEVERÍAMOS TOMAR, QUE OUTROS LÍQUIDOS COMO CHÁS OU SUCO NÃO SUBSTITUI A INGESTÃO HÍDRICA E QUE A DESIDRATAÇÃO PODERIA LEVAR A DIVERSAS COMPLICAÇÕES. NO REFERIDO GRUPO FOI TRATADO SOBRE A INGESTA HÍDRICA DOS IDOSOS, SOBRE A QUANTIDADE DE ÁGUA QUE ELES CONSUMIAM, A QUANTIDADE IDEAL QUE SE ESPERA DE UM IDOSO, AS CONSEQUÊNCIAS DA DESIDRATAÇÃO NO ORGANISMO, E SE É POSSÍVEL SUBSTITUI – LA. AO INICIARMOS A DISCUSSÃO DO GRUPO, OS IDOSOS RELATARAM INÚMEROS BENEFÍCIOS DA INGESTÃO HÍDRICA E O QUANTO A HIDRATAÇÃO OS FAZIA BEM, REFLETINDO NO ORGANISMO, PELE E PROMOÇÃO DE SUA SAÚDE. AO MESMO TEMPO EM QUE RELATARAM SUAS DIFICULDADES EM PROMOVER ESSA INGESTÃO, JUSTIFICANDO PELA FALTA DE SEDE OU ESQUECIMENTO. COM ISSO, ABORDAMOS QUE ESSE CONSUMO É DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA O ORGANISMO, POIS É UM PONTO CRUCIAL PARA A PREVENÇÃO DE DIVERSAS COMPLICAÇÕES, COMO A INSUFICIÊNCIA RENAL, DESIDRATAÇÃO, RETENÇÃO DE LÍQUIDOS, RESSECAMENTO DE MUCOSAS, VERTIGENS, CEFALÉIA E OUTROS. CORROBORANDO PARA O ESTUDO DE ARAÚJO (2013) EM QUE A MAIOR PARTE DOS PARTICIPANTES REFERIU CANSAÇO FÍSICO, PERDA DE ATENÇÃO, CONCENTRAÇÃO OU MEMÓRIA, CEFALÉIA E PERDA DE PESO. O ESTUDO PERMITIU DESCREVER A AÇÃO EDUCATIVA EXECUTADA COM IDOSOS PARTICIPANTES DO PROJETO DE EXTENSÃO. A CÃO POSSIBILITOU A IDENTIFICAÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA ENTRE OS IDOSOS PARTICIPANTES DO PROJETO E QUAIS OS MOTIVOS QUE LEVARIAM AO BAIXO CONSUMO CITADO. DESSA FORMA, NOS MOSTRA O QUANTO É NECESSÁRIO O INCENTIVO PARA A PROMOÇÃO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE, ENQUANTO DISCENTES NOS PROPICIA UMA OPORTUNIDADE PARA FALAR E LEVAR CONHECIMENTO PARA ESSA POPULAÇÃO. ALÉM DE QUE A EDUCAÇÃO EM SAÚDE PERMITIU O CRESCIMENTO PROFISSIONAL E DEBATE DE ASSUNTOS FUNDAMENTAIS PARA IDOSOS, A ESCUTA E ORIENTAÇÃO, , FAZENDO COM QUE OS IDOSOS SE TORNEM CONHECEDORES E PROTAGONISTAS DE ASSUNTOS RELACIONADOS AO SEU COTIDIANO. E TAMBÉM COM ESSE CONHECIMENTO OS IDOSOS SÃO CAPAZES DE PERCEBER E ASSIMILAR O QUE ACONTECE EM SEU ORGANISMO, QUAIS OS BENEFÍCIOS E PREJUÍZOS DO BAIXO OU O CONSUMO IDEAL DE ÁGUA, PARA QUE COM ISSO POSSAM PROPOR UMA MUDANÇA EM PEQUENAS AÇÕES EM SEUS HÁBITOS.

Veja o artigo completo: PDF