Resumo Trabalho

SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE E FATORES PARA DIAGNÓSTICO PREMATURO DE INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

ANNE MARÍLIA DE AQUINO LAURENTINO, SARA PORFIRIO DE OLIVEIRA, IAN RODRIGO NASCIMENTO E SILVA e orientado por RODRIGO ASSIS NEVES DANTAS e orientado por RODRIGO ASSIS NEVES DANTAS

Resumo do Artigo: OBJETIVO: descrever, com base na literatura científica, aspectos relacionados a sexualidade da população idosa e os principais fatores que interferem no diagnóstico prematuro de infecções sexualmente transmissíveis. METODOLOGIA: revisão sistemática da literatura nas bases de dados Scientific Eletronic Library Online (SciELO), Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde (LILACS) e o portal de periódicos Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), a partir dos descritores “Idoso”, “Sexualidade” e “Preconceito”. Foram selecionadas 8 publicações científicas. RESULTADOS: os trabalhos demonstram o aumento da prática sexual desprotegida na população idosa, comprovando que o desejo e a sexualidade estão presentes em todas as etapas da vida do ser humano. Políticas destinadas a esse público devem considerar a capacidade funcional, a necessidade de autonomia, a participação e a autossatisfação, bem como incentivar a prevenção, o cuidado e a atenção à saúde no que tange à sexualidade. Há uma evidente escassez da promoção de ações educativas e preventivas acerca das doenças sexualmente transmissíveis para com o idoso, além da falta de investigação por parte dos profissionais em relação a sua vida sexual. CONCLUSÃO: é necessário que se tenha a aceitação de que os idosos podem ter uma vida sexual ativa, mantendo assim aberto a possibilidade de se ter um cuidado efetivo no combate às enfermidades sexuais para essa faixa etária. De acordo com os trabalhos analisados, há uma grande necessidade de consultas com educação preventiva e de programas que auxiliem na divulgação e compartilhamento de informações indispensáveis a essa população. Palavras-chave: Idoso, Sexualidade, Preconceito.

Veja o artigo completo: PDF