Resumo Trabalho

A QUEDA EM IDOSOS NO AMBIENTE HOSPITALAR

MARCELA PAULINO MARCELA, ANNE KAROLINE CANDIDO ARAÚJO

INTRODUÇÃO: AS QUEDAS REPRESENTAM UM DOS EVENTOS ADVERSOS MAIS FREQUENTES NO AMBIENTE HOSPITALAR. OBJETIVO: RELATAR A EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO PROJETO DE EXTENSÃO INTITULADO “ PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO AMBIENTE HOSPITALAR”. MÉTODO: TRATA-SE DE UM RELATO DE EXPERIÊNCIA QUE TRAZ A DESCRIÇÃO DE AÇÕES EDUCATIVAS REALIZADAS COM IDOSOS, FAMILIARES, PROFISSIONAIS DA SAÚDE E OS PACIENTES A RESPEITO DE COMO O PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO PODE RESULTAR EM EVENTOS ADVERSOS, COM DESTAQUE PARA AS QUEDAS. RESULTADOS: CONFORME AS ATIVIDADES EDUCATIVAS FORAM REALIZADAS, PERCEBE-SE QUE A PESSOA IDOSA HOSPITALIZADA APRESENTA UM DESEQUILÍBRIO PECULIAR DE SUAS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS. ESTE PODE SER INFLUENCIADO PELA ANSIEDADE, PSICOTRÓPICOS, DEMÊNCIAS, INSTABILIDADE E POUCA FIRMEZA DA MARCHA POR DIMINUIÇÃO DO TÔNUS MUSCULAR, E INCONTINÊNCIA URINÁRIA. TODAS ESTAS ALTERAÇÕES SÃO CIRCUNSTÂNCIAS A SEREM CONSIDERADAS NAS INVESTIGAÇÕES RELACIONADAS À QUEDA ENTRE OS IDOSOS. DISCUSSÃO: DESTE MODO, A PARTIR DAS ATIVIDADES COM IDOSOS, NOTA-SE QUE O ACIDENTE POR QUEDA ESTÁ INTIMAMENTE RELACIONADO A HOSPITALIZAÇÃO, E UMA DAS EXPLICAÇÕES É A NECESSIDADE MAIS FREQUENTE DE LOCOMOÇÃO NO IDOSO PARA URINAR E DA INCAPACIDADE DE ADIAMENTO DA MICÇÃO, O QUE O OBRIGA A IR AO BANHEIRO MAIS VEZES QUE O ESPERADO, EXPONDO-O AO MAIOR RISCO DE QUEDAS. DURANTE AS ATIVIDADES FORAM EXPLICITADOS OS DISPOSITIVOS QUE A ENFERMARIA POSSUÍA PARA PREVENIR AS QUEDAS. CONCLUSÃO: DIANTE DA DEMANDA CADA VEZ MAIOR DE IDOSOS HOSPITALIZADOS E A PREVALÊNCIA DE QUEDAS NESSE CONTEXTO, ASSIM COMO AS REPERCUSSÕES BIOPSICOSSOCIAIS CAUSADAS PELAS QUEDAS NO AMBIENTE HOSPITALAR, RESSALTA-SE A IMPORTÂNCIA DE PROMOVER UMA ASSISTÊNCIA MAIS SEGURA A ESSA CLIENTELA.

Veja o artigo completo: PDF