Resumo Trabalho

MECANISMOS ENVOLVIDOS NA FISIOPATOLOGIA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL: UMA REVISÃO DE LITERATURA

MYLENA OLIVEIRA DA COSTA PEREIRA, DANIELLE DE AZEVEDO BATISTA, DÉBORA RENALLY MENDES DE SOUZA, ISABEL LUIZA DO NASCIMENTO GINU e orientado por SUÊNIA KARLA PACHECO PORPINO

O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO ESTÁ ASSOCIADO A DIFERENTES ALTERAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS NO INDIVÍDUO, E PARTICULARMENTE, DO PONTO DE VISTA BIOLÓGICO, ENVOLVE O SURGIMENTO DE DOENÇAS CRÔNICO-DEGENERATIVAS. ENTRE ELAS, DESTACA-SE A HIPERTENSÃO ARTERIAL (HA), QUE É UMA CONDIÇÃO CLÍNICA MULTIFATORIAL, SENDO CONSIDERADA COMO PRINCIPAL FATOR DE RISCO PARA O SURGIMENTO DAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES, EM DECORRÊNCIA DE LESÕES AOS ÓRGÃOS-ALVO, COMO CORAÇÃO, ENCÉFALO, RINS E VASOS SANGUÍNEOS. DIANTE DISSO, SE TORNA IMPORTANTE A REALIZAÇÃO DE PESQUISAS E RASTREAMENTOS SISTEMÁTICOS QUE ABORDEM OS MECANISMOS RESPONSÁVEIS PELO SURGIMENTO DA HA, EM BUSCA DE NOVAS ESTRATÉGIAS PARA AUXILIAR NO CONTROLE E TRATAMENTO DESSA ENFERMIDADE. O OBJETIVO DESSE ESTUDO FOI ELUCIDAR OS MECANISMOS FISIOPATOLÓGICOS RELACIONADOS À HIPERTENSÃO ARTERIAL. PARA ISTO, FOI REALIZADA UMA REVISÃO DE LITERATURA BIBLIOGRÁFICA, EM QUE ATRAVÉS DE UM LEVANTAMENTO DE PUBLICAÇÕES NAS BASES DADOS LILACS, MEDLINE E SCIELO FOI POSSÍVEL INVESTIGAR OS DIFERENTES MECANISMOS ASSOCIADOS À HA. COMO RESULTADOS DA PESQUISA, ENTRE OS PRINCIPAIS MECANISMOS FISIOPATOLÓGICOS ENVOLVIDOS NA HA, PODEM SER DESTACADOS A DISFUNÇÃO BARORREFLEXA, MAIOR ATIVAÇÃO SIMPÁTICA, ALTERAÇÕES NO SISTEMA RENINA ANGIOTENSINA ALDOSTERONA, AUMENTO DA ATIVIDADE DA NADPH OXIDASE, ESTRESSE OXIDATIVO E DISFUNÇÃO ENDOTELIAL. EM SÍNTESE, A ELUCIDAÇÃO DOS MECANISMOS ENVOLVIDOS NA FISIOPATOLOGIA DA HAS, PODE TRAZER IMPORTANTES RESPOSTAS PARA A COMUNIDADE CIENTÍFICA RESPONSÁVEL POR DESENVOLVER NOVOS FÁRMACOS E ESTRATÉGIAS DE INTERVENÇÃO NO COMBATE DESSA PATOLOGIA.

Veja o artigo completo: PDF