Resumo Trabalho

IMPORTÂNCIA DO RESVERATROL NA MANUTENÇÃO DO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO.

BEATRIZ SANTIAGO GUERRA, ELIZABETE MARIA DA SILVA ROCHA e orientado por ROBERTA LUCIANA DO NASCIMENTO GODONE e orientado por ROBERTA LUCIANA DO NASCIMENTO GODONE

Introdução: As Sirtuínas (SIRT) compreendem um grupo de proteínas que são responsáveis por várias funções metabólicas biológicas com também possuem a função de catalisadoras de reações, ou seja, atividade enzimática. São também denominadas de gerontogenes pelo fato de que podem sofrer transmutações induzidas por medicações que farão com que haja um retardo no processo e doenças relacionados ao envelhecimento. Elas atuam conjuntamente com o complexo nicotinamida adenina dinucleotídeo (NAD), num espécie de chave-fechadura, sendo o NAD uma coenzima onde atuaram no metabolismo genético controlando diversos parâmetros celulares relacionados ao envelhecimento celular. Elas juntas estabelecem um grupo formado com 7 tipos de SIRTs, que vão do número 1 ao 7, até hoje a mais estudada é a 1 e é a que mais vai está correlacionada a processos metabólicos e fisiológicos humanos. Mas cada uma vai ter a sua função diretamente estabelecida. O Resveratrol (RES), é um medicamento bastante utilizado para terapias de longevidade associado a SIRT. Objetivos: Mostrar os mecanismos e a ação das Sirtuínas com as doenças ligadas ao envelhecimento, como também a sua associação ao Resveratrol. Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática do tipo narrativa utilizando as bases de dados Scielo, Pubmed, e Medline. Resultados: Foram aplicados critérios de inclusão como: artigos das línguas portuguesa, inglesa e espanhola entre os anos de 2011 á 2017 os quais tinham uma grande proeminência temática. Foram excluídos artigos incompletos que abordavam outras estruturas temáticas sobre as SIRTs que não fossem congruentes ao envelhecimento e sua associação com o RES. Por conseguinte foram encontrados dez artigos científicos e sete utilizados. As SIRTs desempenham um papel muito importante nas reações bioquímicas e fisiológicas do organismo, estando envolvidas desde o controle do ciclo celular até os processos de iniciação de câncer. Já o RES está intimamente relacionado a processos de senectude, onde este é ativador de SIRTs, e como elas estão rigorosamente atadas com o processo de envelhecimento, a sua junção a elas estão relacionados a dar um grande aumento de longevidade e expectativa de vida em pacientes. Discussão: Nos estudos sobre as SIRTs relacionadas ao RES, mostraram-se melhorias em geral no estado de saúde da pessoa a qual faz a administração, tendo em ênfase o grande declínio do envelhecimento, incluindo a diminuição das inflamações, aumento da atividade motora e ainda a contenção da densidade mineral óssea. Ele apresenta um baixo peso molecular e consegue atravessar a barreira hematoencefálica protegendo o SNC contra lesões. Conclusões: As SIRTs fazem parte de um sistema suficientemente complexo e vem influenciando várias outras moléculas reguladoras corporais e vias de sinalização, onde são peças chaves quando se trata de envelhecimento. Ainda pouco se sabe sobre as SIRTs e sobre seus mecanismos de ação, como por exemplo, a via utilizada para exercer as suas ações tanto biológicas quanto associadas ao RES. Mas de primeira instância conseguimos observar que a modulação é bastante satisfatória.

Veja o artigo completo: PDF