Resumo Trabalho

ADESÃO AO TRATAMENTO DO HIV EM IDOSOS DO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA ESPECIALIZADA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

JULLIANY LARISSA CORREIA SANTOS , JOÃO VICTOR DA SILVA RODRIGUES , JESSE ALMEIDA LEITE, CLÁUDIA FABIANE GOMES GONÇALVES e orientado por VALDIRENE PEREIRA DE CARVALHO e orientado por VALDIRENE PEREIRA DE CARVALHO

INTRODUÇÃO: O envelhecimento é definido como um processo de progressivas modificações biológicas, psicológicas e sociais ao longo da vida do ser humano e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é considerado idoso o indivíduo com idade maior ou igual a 60 anos para os países em desenvolvimento e 65 anos para os desenvolvidos. O envelhecimento saudável e a redução de doenças crônicas incapacitantes contribuíram para continuidade e qualidade no desempenho sexual desta população específica. Entretanto, a continuidade da vida sexual desencadeou o aumento de idosos infectados pelo HIV. Neste contexto, faz-se necessário um estudo sobre os idosos soropositivos que são usuários do CTA e adeptos ao tratamento para poder traçar um plano de cuidados específico para a determinada faixa etária. O presente trabalho objetivou mapear o número de usuários soropositivos que são idosos e como é o acolhimento, o apoio emocional e adesão dos mesmos ao tratamento antirretrovirais. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo efetuado a partir de uma prática interdisciplinar realizada por discentes do Curso de Bacharelado em Enfermagem. Onde foram feitas três visitas para observar a rotina de um Serviço de Assistência Especializada (SAE) e Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) do município de Arcoverde-PE. Traçando também um mapa dos usuários que são idosos que possuem diagnóstico confirmado de HIV/AIDS e observar como é o acolhimento por parte da equipe multiprofissional e a adesão dos soropositivos ao tratamento. RESULTADOS:A prática interdisciplinar ocorreu no mês de junho de 2017 com um grupo de 3 alunos supervisionados pela professora, onde se observou a rotina de um SAE e CTA. A unidade do município de Arcoverde-PE possui um total de seis idosos com o diagnóstico de HIV e em acompanhamento do tratamento, dentre eles 50% são homens e 50% são mulheres todos eles em tratamento regular e sem quedas quanto ao uso das medicações. Mensalmente são realizados encontros com a equipe multidisciplinar (enfermeiro, médico, psicólogo, assistente social e farmacêutico), onde se discutem efeitos das medicações, importância do tratamento a escuta e o acolhimento de cada um dos usuários. Dentre os seis usuários, três deles tiveram o diagnóstico confirmado no início de 2017 e um deles mora na casa de São Vicente- Abrigo dos Idosos, aonde a equipe vai periodicamente para realizar atividades educativas com os funcionários quanto aos cuidados em lidar com o paciente e falar com os outros idosos a respeito das IST's (infecções sexualmente transmissíveis). CONCLUSÃO: Portanto, pode-se constatar a importância de uma equipe multidisciplinar para trabalhar frente a esse público que requer maior atenção por parte dos profissionais. E obter uma reflexão mais abrangente acerca das ações de promoção e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis em todos os ciclos da vida.

Veja o artigo completo: PDF