Resumo Trabalho

HÁBITOS DE VIDA E CONDIÇÕES DE SAÚDE EM ADULTOS E IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TIPO II

NATALIA PESSOA DA ROCHA LEAL, ISABELA LOHANNY PEREIRA DOS SANTOS SOUSA, LIA RAQUEL DE CARVALHO VIANA, FABIANA MARIA RODRIGUES LOPES DE OLIVEIRA e orientado por KÁTIA NEYLA DE FREITAS MACEDO COSTA

O OBJETIVO DO ESTUDO FOI DESCREVER OS HÁBITOS DE VIDA E AS CONDIÇÕES DE SAÚDE EM ADULTOS E IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2. TRATA-SE DE UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA, DESCRITIVA E TRANSVERSAL, DE CARÁTER QUANTITATIVO, REALIZADA COM 121 ADULTOS E IDOSOS HOSPITALIZADAS NA CLÍNICA MÉDICA DE UM HOSPITAL NO MUNICÍPIO DE SANTA RITA-PB. OBSERVOU-SE UMA MAIOR PREVALÊNCIA DE PESSOAS DO SEXO FEMININO, COM IDADE ENTRE DE 51 E 60 ANOS, CASADAS, COM BAIXA ESCOLARIDADE, PRATICANTES DA RELIGIÃO CATÓLICA, QUE RESIDIAM COM SEUS FAMILIARES, APOSENTADAS E COM BAIXA RENDA, MENOR DO QUE UM SALÁRIO MÍNIMO, REFERIRAM TER SITUAÇÃO DE SAÚDE REGULAR, NÃO PRATICAVAM ATIVIDADE FÍSICA, NÃO ERAM TABAGISTA E NEM CONSUMIAM BEBIDAS ALCOÓLICAS, MANTINHAM DIETA ESPECIFICA PARA O DM, NÃO APRESENTAVAM SEQUELAS ADVINDAS DESTA PATOLOGIA E RELATARAM POSSUIR UMA MAIOR DIFICULDADE NA LOCOMOÇÃO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE, NA MANUTENÇÃO DA DIETA E NO CONTROLE GLICÊMICO. ESPERA-SE QUE ESTE ESTUDO POSSA CONTRIBUIR COM AS FORMAS DE ABORDAGENS MULTIPROFISSIONAIS OFERECIDAS PELOS SERVIÇOS DE SAÚDE PARA QUE SE POSSA HAVER UM PLANEJAMENTO EFICAZ COM INTERVENÇÕES EDUCATIVAS NO RETARDO DO DIABETES MELLITUS, NA PREVENÇÃO DAS COMPLICAÇÕES AGUDAS E CRÔNICAS DA DOENÇA, POSSIBILITANDO QUE A POPULAÇÃO ADULTA E IDOSA VIVA COM AUTONOMIA E QUALIDADE DE VIDA.

Veja o artigo completo: PDF