Resumo Trabalho

MULTIDIMENSIONALIDADE DO ENVELHECIMENTO HUMANO NA PERSPECTIVA DOS IDOSOS ATIVOS

JULIANA CLAUDIA LEITE, DEIVISON DA SILVA FERREIRA, REBECA PEREIRA DA SILVA e orientado por RACHEL CAVALCANTI FONSECA e orientado por RACHEL CAVALCANTI FONSECA

O envelhecimento representa um processo biopsicossocial e cultural , desta forma, gera demandas complexa sonde exige cuidado diferenciado. Não significa que é uma doença, mas é caracterizado por uma etapa da vida de valores próprios, em que ocorrem mudanças no indivíduo, tanto na estrutura orgânica, como no metabolismo, no equilíbrio bioquímico, na imunidade, na nutrição, mecanismos funcionais, e condições emocionais, intelectuais, e ainda, na própria comunicação. O aumento da população idosa, leva tema de debate entre pesquisadores, gestores sociais e políticos, em vários países do mundo. O envelhecimento da população é o fenômeno que ocorre em escala global, em especial, nos países desenvolvidos. Esses processos caracterizam-se pelo aumento da expectativa de vida e queda de fecundidade. O referido estudo trata-se de uma pesquisa de campo, com caráter exploratório e abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada no CCI (Centro De Convivência Do Idoso) da cidade de João Pessoa-PB. A escolha desta instituição deve-se ao fato de terem uma assistência especializada que se propõem a atender os idosos que buscam um serviço especializado, bem como, ser cenário prático de fisioterapia da disciplina do Estágio Supervisionado I- Fisioterapia na Atenção Básica. Em relação à assistência prestada, o CCI (Centro de Convivência Do Idoso) oferece programas de atendimentos nos dois turnos, envolvendo: atividade física, passeios, cursos. Inicialmente constituídos de um universo de 35 idosos atendido no período vigente da pesquisa, usuários do CCI (Centro De Convivência do Idoso), na faixa etária de 60 anos ou mais. A coleta de dados foi viabilizada através de um roteiro de entrevista semiestruturado contendo dados sociodemográfico, dados clínicos, assistenciais e sobre o objeto de estudo envelhecimento, pertinente aos objetivos propostos, os idosos foram inicialmente informados do estudo, bem como os riscos mínimos e benefícios, e só posteriormente, assinaram o termo de aceite da pesquisa. Manifestando a necessidade de deflagrar uma revolução social e cultural que facilita de um lado a efetivação nas políticas públicas que as respondem às necessidades de seguimento e, de outro, o investimento nas mudanças da percepção que a comunidade família e social tenha sobre o envelhecimento. A percepção do idoso sobre a sua velhice poderá variar de acordo com o grupo cultural a que cada um está vinculado, conclui-se que as pessoas não envelhecem todas das mesmas maneiras, nem se quer possuirão das mesmas experiências. Ao contextualizar o tema como avalia a sua saúde, percebe-se, que esta parece ser elemento que norteiam a vida dos idosos, pois para eles podem ter um significado de autonomia e independência. A predominância do sexo feminino, corroborando com alguns estudos que apontam predomínio do sexo feminino em seus estudos, na população idosa, caracterizando que o “mundo dos idosos é um mundo das mulheres” acrescentam que a prevalência do sexo feminino é consequência do fenômeno de feminização do processo do envelhecimento.

Veja o artigo completo: PDF