Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS NA INTERVENÇÃO COGNITIVA, MOTORA E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

DIEGO BARBOSA DA SILVA, BÁRBARA DAYANE ARAUJO DE SOUSA, GIOVANNA ALCANTARA FALCÃO, THALIA FERREIRA AMANCIO e orientado por VALÉRIA RIBEIRO NOGUEIRA BARBOSA

ESTE ARTIGO TRATA-SE DE UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DESENVOLVIDO COM UM GRUPO DE IDOSOS PORTADORES DE ALZHEIMER. A DOENÇA DE ALZHEIMER É UMA DAS PRINCIPAIS PATOLOGIAS QUE ACOMETE A MEMÓRIA, PERDA DE HABILIDADES MOTORAS, PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO E CONFUSÃO MENTAL, ONDE NORMALMENTE OS IDOSOS NÃO CONSEGUEM REALIZAR TAREFAS SIMPLES SOZINHAS. O OBJETIVO DESTE TRABALHO É DEMONSTRAR A IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS NA MANUTENÇÃO DO EQUILÍBRIO MOTOR E NA COGNIÇÃO GLOBAL DESSES INDIVÍDUOS PARA MELHORAR A SUA QUALIDADE DE VIDA, TONANDO-OS MAIS INDEPENDENTES NAS SUAS ATIVIDADES DIÁRIAS, PROMOVENDO A SUA SOCIALIZAÇÃO E INTERAÇÃO SOCIAL. A PESQUISA SE TRATA DE UM ESTUDO OBSERVACIONAL DESCRITIVO, COM ABORDAGEM QUANTITATIVA ATRAVÉS DE AMOSTRA POR JULGAMENTO NÃO PROBABILÍSTICA, CONTOU COM 30 IDOSOS DE AMBOS OS SEXOS COM IDADES ENTRE 64 E 91 ANOS, DENTRE OS QUAIS FORAM ESCOLHIDOS 15 PARTICIPANTES, A PARTIR DE UM SORTEIO. COM RELAÇÃO AO EQUILÍBRIO MOTOR E COGNITIVO DOS IDOSOS PARTICIPANTES, OBSERVOU – SE QUE A PARTIR DOS RELATOS DOS CUIDADORES, APÓS SEIS MESES DE INTERVENÇÃO COM EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS OS MESMOS PASSARAM A DESENVOLVER ATIVIDADES FUNCIONAIS DE FORMA MAIS INDEPENDENTE NECESSITANDO DE AUXÍLIO DOS SEUS CUIDADORES APENAS EM ATIVIDADES MAIS COMPLEXAS. ASSIM, CONCLUI-SE QUE, DIANTE DESSE ESTUDO, FOI POSSÍVEL COMPREENDER A IMPORTÂNCIA DOS EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS NA VIDA DESSES PACIENTES, PARA TORNÁ-LOS MAIS INDEPENDENTES DANDO A ELES AUTONOMIA PARA REALIZAR AS SUAS TAREFAS DIÁRIAS, PROMOVENDO TAMBÉM O BEM-ESTAR DOS SEUS FAMILIARES E CUIDADORES.

Veja o artigo completo: PDF