Resumo Trabalho

ANÁLISE DA FORÇA DE REAÇÃO DO SOLO DA MARCHA DE IDOSOS SOBRE A INFLUÊNCIA DA SIMULAÇÃO DE SOBREPESO EM DIFERENTES VELOCIDADES: ESTUDO PILOTO

SUSANA OTÍLIA VILAS BÔAS FAVARO, JERUSA P R LARA, ANA CAROLINA PASSOS DE OLIVEIRA e orientado por ANDRÉ LUIZ FELIX RODACKI e orientado por ANDRÉ LUIZ FELIX RODACKI

Sabe-se que durante o processo do envelhecimento os indivíduos sofrem alterações nos parâmetros da marcha, aumentando a predisposição as quedas. Diversos fatores influenciam o padrão de marcha ao passar dos anos como o sobrepeso e a velocidade da marcha. Desta forma o presente estudo tem como objetivo, analisar a força de reação do solo vertical (FRSv) da marcha sobre a influência da simulação do sobrepeso e velocidade na população jovem e idosa. Para tanto, foram convidados 2 indivíduos eutróficos (1 jovem e 1 idoso), residentes de Curitiba, PR. Os sujeitos realizam caminhadas em velocidades habitual e rápida, com e sem a indução do sobrepeso. Os dados cinéticos foram captados através de uma plataforma de força (AMTI, Advanced Mechanical Technology, Newton e normalizados pelo peso (N/Kg). Para análise estatística foi utilizado o teste ANOVA tree-way com nível de significância de p≤ 0,05. Foram encontradas diferenças significativas entre o fator população e indução de sobrepeso (p=0,047) e entre a interação dos fatores de velocidade e população) no primeiro pico da FRSv (p=0,0042). Para o segundo pico de FRSv houve diferença significativa na interação entre os fatores população e indução de sobrepeso (p=0,025). Os resultados confirmam a hipótese de que, a simulação do sobrepeso demonstrou equivalência ao sobrepeso real e que ao associar a velocidade, podem influenciar a FRSv da marcha em jovens e idosos

Veja o artigo completo: PDF