Resumo Trabalho

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DE QUEDAS EM IDOSOS: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

NAYANNE LEAL DO MONTE, JOSEFA RAQUEL LUCIANO DA SILVA, JOSÉ ANTONIO DA SILVA JÚNIOR, ELLEN TATIANA SANTOS DE ANDRADE e orientado por ANA CLÁUDIA TORRES DE MEDEIROS e orientado por ANA CLÁUDIA TORRES DE MEDEIROS

O mundo está passando por um momento de transição demográfica, por isso há necessidade de se recorrer a assuntos que se referem à população idosa. As quedas são um problema de saúde pública importante e torna-se necessário um estudo sobre suas causas e possíveis consequências. Este artigo teve como objetivo evidenciar as principais causas e consequências das quedas em idosos. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura que possibilita uma visão geral sobre o que foi discutido acerca do assunto em um determinado período de tempo. Foram selecionados artigos publicados entre os anos 2012 e 2016 nas bases de dados LILACS, BDENF, BBO, CVSP e IBECS e lidos na íntegra 20 artigos. As causas das quedas podem ser de origem intrínseca e extrínseca, envolvendo os diversos elementos do dia-a-dia do idoso como a idade em si e suas comorbidades e o uso de psicofármacos e a arquitetura inadequada do ambiente. As consequências podem ser as mais diversas possíveis desde fraturas à depressão e incapacidade. O exercício físico e as questões referentes à organização do domicílio são fatores de atingem de forma direta na atenuação dos riscos de queda. Para que haja a criação de uma rede de atenção à saúde eficaz contra esse tipo de problemas é necessário que a assistência seja prestada em todos os níveis de atenção por profissionais que estejam aptos e capacitados acerca da temática em questão.

Veja o artigo completo: PDF