Resumo Trabalho

UNIVERSIDADE DA MATURIDADE REFLETE A EDUCAÇÃO GERONTOLÓGICA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

DOMINGAS MONTEIRO DE SOUSA e orientado por NEILA BARBOSA OSÓRIO e orientado por NEILA BARBOSA OSÓRIO

Esse artigo faz referência à educação na vida dos velhos como uma possível forma de encontrar um novo sentido de viver. O foco nesse trabalho é o Programa Universidade da Maturidade - UMA da Universidade Federal do Tocantins, onde o velho deve aprender a cuidar de sua própria existência na vida e com os outros; de maneira que haja um despertar de conscientização daqueles, para que eles se vejam e compreendam no mundo. Nota-se então, que a educação possui um caráter de transformação, ultrapassando a mera ideia de transferência de informações e, observa-se o quanto o processo educativo permite um estágio de mudanças e independe da faixa etária. Busca-se o entendimento da educação para os velhos como uma realidade a ser desenvolvida por diferentes programas oferecidos com possibilidade de conhecimento e efetivação dos direito à educação, previsto no artigo 20 do Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741/2003. Pretende-se apontar alguns aspectos em relação à educação gerontológica com base na Metodologia aplicada no Programa de Extensão - UMA da Universidade Federal do Tocantins, que atende pessoas de 45 anos acima, com atribuição do título de Educador Político Social do Envelhecimento Humano. Oferecer atividades e reflexões sobre a educação gerontológica para a população de adultos e velhos, além de buscar junto com os professores e acadêmicos da UMA /UFT, alternativas de melhorias para o Programa em que estão envolvidos, dando suporte educacional para a compreensão do valor social que eles possuem e à sua participação na sociedade como um todo.

Veja o artigo completo: PDF