Resumo Trabalho

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO E SUA IMPORTÂNCIA NA PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO DA SAÚDE EM IDOSOS.

MARIA CLARA ROSENO DA SILVA, RUANA CAMILLA DE CARVALHO SANTOS, THAINE GOMES SILVA e orientado por AUGUSTO CESAR ALVES DE OLIVEIRA e orientado por AUGUSTO CESAR ALVES DE OLIVEIRA

Resumo: A gerontologia é a área do conhecimento científico voltada para o estudo do envelhecimento. O termo envelhecimento é usado para descrever as alterações morfofuncionais ao longo da vida e que progressivamente comprometem a capacidade de resposta dos indivíduos ao estresse ambiental e a manutenção da homeostase, é um processo fisiológico com repercussões biopsicossocial. Segundo o IBGE, os idosos compõem mais 12% da população do país, sendo esses considerados com 60 anos ou mais. Estima-se que em 2050 a população de idosos chegará a dois bilhões. Diante deste contexto, observa-se que é necessário ter um olhar ampliado voltado para as peculiaridades do idoso, buscando o entendimento da realidade deste indivíduo, sendo visto que, uma avaliação bem realizada poderá suprir esta demanda. Esse artigo tem como objetivo relatar as atividades desenvolvidas de três acadêmicas do Curso de Fisioterapia. A experiência contribuiu para a construção de uma atuação em Fisioterapia de forma humanizada capaz de compreender o indivíduo nos seus aspectos sociais, culturais, ambientais e psíquicos. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, em forma de relato de experiência sobre o processo avaliativo nos atendimentos fisioterápicos realizados nas aulas práticas da disciplina de Saúde do Idoso II do curso de fisioterapia da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas – UNCISAL. A princípio foi aplicada uma ficha de avaliação, composta pelos seguintes itens: anamnese, exame físico, escalas e testes específicos baseado na AGA, avaliando: equilíbrio e mobilidade; função cognitiva; deficiências sensoriais; condições emocionais/ presença de sintomas depressivos; suporte familiar social; condições ambientais; capacidade funcional- Atividades da Vida Diária (AVD) e Atividades Instrumentais da Vida Diárias (AIVD). Resultados e Discussão: A vivência pode nos apresentar a importância do olhar ampliado e humanizado, estando atento a sintomas não específicos, e não relatados, considerando os aspectos sociais, ambientais e psíquicos, avaliando o indivíduo como um todo de forma global e subjetiva, de acordo com suas particularidades e especificidades, buscando diagnósticos mais precisos e identificando problemas individuais, propondo assim um tratamento mais adequado e eficaz. Conclusões: A experiência vivenciada nas aulas práticas, proporcionou aos estudantes a possibilidade de ressignificar à atuação da fisioterapia na gerontologia, possibilitando troca de saberes no processo pedagógico bem como aquisição de competências e habilidades técnicas e humanísticas no atendimento à pessoa idosa. Palavras chaves: Gerontologia, envelhecimento, Fisioterapia.

Veja o artigo completo: PDF