Resumo Trabalho

FATORES SOCIOECONÔMICOS E HÁBITOS DE VIDA DE IDOSOS

KARINE NASCIMENTO SANTOS, DEISIANE DOS SANTOS SILVA, ALESSANDRA SOUZA DE OLIVEIRA, STENIO FERNANDO PIMENTEL DUARTE e orientado por ARIANNA OLIVEIRA SANTANA e orientado por ARIANNA OLIVEIRA SANTANA

INTRODUÇÃO: Já está mais que comprovado que os fatores sócios econômicos e os hábitos de vida são determinantes no envelhecimento saudável. A população idosa com nível socioeconômico mais baixo tende a apresentar piores condições de vida no que se refere à saúde, sendo essa associada a características individuais e do ambiente em que a pessoa vive, influenciando nos comportamentos de saúde, autocuidado e no estado de saúde do indivíduo. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo do tipo analítico, com delineamento transversal e abordagem quantitativa, conduzido no município de Vitória da Conquista e Itambé, situados na região sudoeste do Estado da Bahia. Participaram do estudo 241 idosos de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 60 anos. Os dados da pesquisa foram extraídos do banco de dados do projeto guarda-chuva intitulado: Perfil epidemiológico das doenças crônicas no município de Vitória da Conquista; A coleta foi realizada em unidades de saúde dos municípios e em grupos de convivência nos anos de 2016 e 2017 e os dados extraídos do banco período entre junho e julho de 2017. Dentre os instrumentos utilizados, fizeram-se o uso de questionários aplicados em entrevistas, a fim de coletar informações referentes às características sócio demográficas e econômicas, hábitos de vida como, etilismo e atividade física dos indivíduos e qualidade de vida. Para a elaboração do banco de dados foi utilizado o aplicativo EPIDATA e, para a análise dos dados, o programa estatístico SPSS®, versão 20.0. Após a coleta, os dados foram contabilizados e as diferenças estatísticas entre proporções foram avaliadas usando-se os testes de qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher, com um nível de significância de 5% (p

Veja o artigo completo: PDF