Resumo Trabalho

TÉCNICAS DE RELAXAMENTO COM MULHERES IDOSAS: MELHORIA NO SEU ASPECTO BIOPSICOSSOCIAL

POLIANA CARLA BATISTA DE ARAÚJO, SABRINA DA SILVA SOARES, LUÊNYA GOMES DA NÓBREGA, MARIO HELIO ANTUNES PAMPLONA e orientado por NÍVEA MABEL DE MEDEIROS e orientado por NÍVEA MABEL DE MEDEIROS

RESUMO: Introdução: O envelhecimento é um processo natural e irreversível na vida do ser humano, que na maioria das vezes, provoca uma redução das funções físicas e cognitivas, principalmente àquelas associadas à agilidade e capacidade intelectual, como aprendizado e memória. Nas mulheres, essas modificações podem comprometer o seu contexto psicossocial, pelo fato deste processo ser marcado pela a transição dos aspectos reprodutivos femininos. Sendo assim, esse processo de envelhecimento contribui para o desencadeamento de transtornos psíquicos. Neste sentido, pode-se considerar como alternativas terapêuticas as terapias de relaxamento, pois permitem ao indivíduo um equilíbrio do corpo e da mente e auxiliam na redução de dor, angustia e ansiedade, tendo repercussão benéfica e imediata sobre os idosos, proporcionando diminuição dos níveis de estresse e dos fatores desencadeantes de transtornos psíquicos. Partindo deste pressuposto surgiu a seguinte indagação: Será que com a realização de técnicas de relaxamento em mulheres idosas, promoverá melhoria no seu aspecto biopsicossocial? O estudo tem como objetivo relatar a experiência de acadêmicos do curso de enfermagem na execução de técnicas de relaxamento com mulheres idosas, em um núcleo habitacional no alto sertão paraibano. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo com relato de experiência de acadêmicos de enfermagem, de uma universidade pública federal no alto sertão paraibano, em um núcleo habitacional para idosos. Foi executada uma entrevista por meio de um questionário sobre ansiedade e depressão. utilizando a Escala De Depressão Geriátrica Abreviada e a Escala HAD de forma adaptada apenas com as questões referentes à ansiedade. Em seguida, foi realizada a prática de automassagem, seguida da utilização dos jogos de quebra cabeça e finalizando com a musicoterapia. Resultados e Discussões: As escalas foram executadas no inicio da ação, onde apartir dos resultados pode-se observar a variabilidade do estado emocional. Em seguida iniciou-se as práticas de automassagem, com o objetivo de tranquilizar e minimizar o estresse. Diante disso, observou-se a promoção de um momento silencioso e relaxante, o que traz resultados positivos para saúde mental das mesmas. Essa técnica apresenta-se como um método terapêutico que, como foi ensinado às idosas, pode ser realizado em seu domicílio quando as mesmas estiverem se sentindo estressadas. Foi estimulada a participação no jogo de quebra-cabeça, permitindo observar o desempenho e preservação da função cognitiva das idosas. De fato, a utilização desses jogos traz benefícios ao promover bem estar e permitindo que sua capacidade mental seja estimulada. Após isso, foi iniciado o momento de musicoterapia, que permitiu que as idosas se sentissem a vontade e aproveitassem o momento musical, sendo perceptível a interação das mesmas através do canto e da dança. Identificou-se o prazer das idosas em realizar atividades que permita interação social, desempenhos criativos e diminuição do estresse. Conclusões: Diante do exposto, observa-se a importância de se desenvolver atividades que trabalhe o aspecto biopsicossocial, permitindo um olhar holístico sobre a saúde dos idosos e possibilitando um enfrentamento dos efeitos negativos tragos pelo envelhecimento a partir de momentos de bem-estar físico imediato a esses indivíduos.

Veja o artigo completo: PDF