Resumo Trabalho

CARACTERIZAÇÃO DE HANSENÍASE EM IDOSOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE RECIFE, 2005-2014

BÁRBARA MARIA LOPES DA SILVA BRANDÃO, ALICE MARIA BARBOSA DA SILVA, TAYNÁ MARIA LIMA SILVA, MARIA ISABELLY DE MELO CANÊJO e orientado por FÁBIA ALEXANDRE POTTES ALVES e orientado por FÁBIA ALEXANDRE POTTES ALVES

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, de evolução lenta, que pode levar a incapacidade física e funcional, uma vez que infecta principalmente a pele e os nervos periféricos. Diante do aumento na distribuição da população de idosos objetiva-se descrever o perfil clínico-epidemiológico de hanseníase em idosos da região metropolitana de Recife. Estudo descritivo, transversal, feito com dados secundários obtidos no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) entre os anos de 2005 e 2014 na região metropolitana de Recife. A coleta dos dados foi efetuada entre o mês de agosto e setembro de 2017 e os dados obtidos foram incorporados a tabela, elaborada a partir do Excel® 2013. Durante o período estudado foram notificados 1.529 casos de hanseníase em idosos. Desses, 86,27% tinham entre 65-79 anos e 54,09% eram do sexo feminino. Com relação a classificação operacional, observou-se que dos casos notificados foram multibacilares e, verificou-se, que o sexo feminino prevalecia entre os casos paucibacilares (66,31%) e o sexo masculino entre os multibacilares (57,34%). Com esse estudo foi possível obter um panorama dos casos de hanseníase em idosos da região metropolitana de Recife e, compreender que os profissionais da Atenção Primária à Saúde devem investir nas ações de acompanhamento desses idosos com base em suas necessidades de cuidados intrínsecos a essa fase da vida, para que recebam cuidados pertinentes às limitações funcionais preexistentes que podem ser agravadas por incapacidades geradas por esta afecção.

Veja o artigo completo: PDF