Resumo Trabalho

DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS EM UM ABRIGO NO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MATA-PE

LENIZANE VANDERLEI CAVALCANTE, LARYSSA GRAZIELLE FEITOSA LOPES, MARIA CAROLINA DA SILVA CARDOSO NANQUE, EVA MARIA DA SILVA CAVALCANTI

OS DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM (DE) CONFIGURAM-SE EM UM INSTRUMENTO NORTEADOR DO CUIDADO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. O PRESENTE ESTUDO OBJETIVOU IDENTIFICAR OS PRINCIPAIS DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM EM IDOSOS RESIDENTES EM UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA DE PERMANÊNCIA DO MUNICÍPIO DE NAZARÉ DA MATA – PE. TRATA-SE DE UM ESTUDO DESCRITIVO, DO TIPO TRANSVERSAL, DE ABORDAGEM QUANTITATIVA. A COLETA FOI REALIZADA EM NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2018 APÓS A APROVAÇÃO PELO CEP DO CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DO RECIFE, PARECER 3.044.827 E CAEE: 02321318.1.0000.5640. FORAM ELABORADOS TRÊS INSTRUMENTOS PELAS PESQUISADORAS. EM RELAÇÃO AOS RESULTADOS, A AMOSTRA FOI CONSTITUÍDA POR 37 IDOSOS, SENDO A MAIORIA DO SEXO FEMININO (54,05% N=20), DA COR PARDA (43,24% N=16), COM FAIXA ETÁRIA ENTRE 71 A 89 ANOS (43,24% N=16). QUANTO AO TEMPO DE PERMANÊNCIA NA INSTITUIÇÃO FOI VISTO QUE A MAIOR PARTE RESIDE ENTRE 2 A 5 ANOS (35,13% N= 13), E POSSUEM CONTATO FAMILIAR (67,56% N= 25). OS DE MAIS FREQUENTES FORAM: RISCO DE GLICEMIA INSTÁVEL (33,33% N=09), INCONTINÊNCIA URINÁRIA FUNCIONAL (67,85% N=19), DEFICIT DO AUTOCUIDADO ( 27,95% N=26), CONTROLE DE IMPULSO INEFICAZ ( 19,23% N=10) E DENTIÇÃO PREJUDICADA ( 36,84% N=21). QUANTO AO DOMÍNIO DA TAXONOMIA NANDA I, O QUE MAIS APRESENTOU FREQUÊNCIA DE OCORRÊNCIA FOI SEGURANÇA/PROTEÇÃO (89,18% N=33). A PARTIR DOS RESULTADOS PODE-SE INFERIR QUE OS IDOSOS POSSUEM LIMITAÇÕES FUNCIONAIS EM QUASE TODOS OS ÂMBITOS FISIOLÓGICOS E PSICOLÓGICOS.

Veja o artigo completo: PDF