Resumo Trabalho

DETERIORAÇÃO DA MEMÓRIA EPISÓDICA NO ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL E SUA RELAÇÃO COM A PRESENÇA DE BETA-AMILOIDE NO HIPOCAMPO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

TAINÁ LACERDA GOMES LIMA, PEDRO EMMILIO DE LIMA MARINHO e orientado por THIAGO PAIVA FERNANDES e orientado por THIAGO PAIVA FERNANDES

Evidências a partir de vários estudos mostram que a proteína beta-amiloide (Aβ) tem papel fundamental na etiopatogenia da doença de Alzheimer (DA), uma condição caracterizada por mudanças neurodegenerativas que são associadas com prejuízos precoces de memória. Prejuízos de memória, especificamente memória episódica (ME) são comuns no envelhecimento, tendo a ME sido associada com a conversão à DA. Conduzimos uma revisão integrativa da literatura para identificar e avaliar os dados disponíveis acerca da presença de Aβ no hipocampo de indivíduos com envelhecimento saudável e sua relação com declínio da memória episódica. Uma busca abrangente da literatura foi realizada até junho de 2017. Os critérios de inclusão foram artigos que reportaram (1) mensuração da Aβ no hipocampo de indivíduos com envelhecimento normal; (2) relação entre prejuízos da memória episódica na presença de Aβ; (3) declínio da memória episódica na presença de Aβ em indivíduos com envelhecimento normal. No total, 12 artigos foram incluídos nesta revisão. Os resultados indicam que o envelhecimento na ausência de deposição de beta-amiloide tem influência no declínio da atividade tanto no hipocampo quanto no córtex entorrinal. Indivíduos com envelhecimento normal e elevada deposição de beta-amiloide apresentam anormalidades funcionais no córtex entorrinal e as demais conexões da memória episódica. Este padrão sugere que o declínio da ME em idosos saudáveis pode ser causado pela deposição de Aβ e atrofia hipocampal.

Veja o artigo completo: PDF