Resumo Trabalho

PERFIL ODONTOLÓGICO DO IDOSO DA UNATI

DANIELA COELHO DE LIMA, GEOVANE EVANGELISTA MOREIRA, LEANDRO ARAÚJO FERNANDES e orientado por DANIELA COELHO LIMA e orientado por DANIELA COELHO LIMA

Os programas de envelhecimento ativo e que incentivam estilos de vida mais saudáveis podem contribuir para uma melhor qualidade de vida dos participantes. A Universidade Aberta a Terceira Idade (UNATI) tem se destacado neste sentido. O objetivo do presente estudo foi verificar o perfil odontológico dos indivíduos que participam deste grupo UNATI. Refere-se a um estudo epidemiológico transversal com idosos a partir de 50 anos de idade que frequentam o programa UNATI-UNIFAL/MG. O instrumento de coleta de dados consistiu em um questionário semiestruturado, composto por perguntas referentes aos hábitos de higiene bucal, incômodos bucais, dificuldade mastigatória e relacionamento com o cirurgião-dentista. Além disso, foi utilizada uma ficha clínica baseada nas propostas do Levantamento em Saúde Bucal. A idade média foi de 62,4 anos sendo a maioria do sexo feminino (85,8%). Em relação a higienização bucal, todos afirmaram fazer a escovação de seus dentes ou próteses diariamente, sendo observado que 50% três vezes ao dia. Quanto aos incômodos bucais eles se queixaram de próteses dentárias deficientes e de doença periodontal. A dificuldade mastigatória esteve presente em 41% e a maioria dos abordados apontaram que as qualidades do cirurgião-dentista deveriam ser: atencioso e educado. O estudo demonstrou que perfil odontológico dos idosos participantes da UNATI da UNIFAL/MG de Alfenas são de um grupo, que por permanecerem ativos na comunidade e engajados socialmente, são diferenciados em relação aos aspectos odontológicos.

Veja o artigo completo: PDF