Resumo Trabalho

ELEMENTOS PROMOTORES DE SAÚDE NA PERSPECTIVA DE PESSOAS NA MATURIDADE E VELHICE RESIDENTES EM CONTEXTOS RURAIS

CAIO EDUARDO DE ARAUJO FARIAS e orientado por JOSEVÂNIA DA SILVA

ESTE ESTUDO TEVE POR OBJETIVO ANALISAR AS CRENÇAS SOBRE OS ASPECTOS QUE PROMOVEM SAÚDE DE PESSOAS NA MATURIDADE E NA VELHICE RESIDENTES EM CIDADES RURAIS DA PARAÍBA. PARTICIPARAM 406 PESSOAS COM IDADES IGUAL OU SUPERIOR A 50 ANOS. A IDADE DOS PARTICIPANTES VARIOU DE 50 A 92 ANOS (M=61; DP=8,7), SENDO A MAIORIA DO SEXO FEMININO (70%). FORAM UTILIZADOS OS SEGUINTES INSTRUMENTOS: A) QUESTIONÁRIO SOCIODEMOGRÁFICO E QUESTIONÁRIO SEMIABERTO SOBRE CONCEPÇÕES ACERCA DOS ASPECTOS QUE PROMOVEM A SAÚDE. OS DADOS DECORRENTES DO QUESTIONÁRIO SOCIODEMOGRÁFICO FORAM PROCESSADAS ATRAVÉS DE ESTATÍSTICA DESCRITIVA. OS CONTEÚDOS APREENDIDOS POR MEIO DO QUESTIONÁRIO SEMIABERTO FORAM ANALISADOS ATRAVÉS DA ANÁLISE DE CONTEÚDO DO TIPO CATEGORIAL TEMÁTICA. AS CRENÇAS SOBRE OS ELEMENTOS PROMOTORES DE SAÚDE FORAM AGRUPADAS EM TRÊS CATEGORIAS: PROGRAMÁTICOS, SOCIAIS E INDIVIDUAIS. A CATEGORIA “PROGRAMÁTICOS” EVIDENCIOU CRENÇAS QUE SE REFERIAM A ASSISTÊNCIA MÉDICA, AO ACESSO E ATENDIMENTO NOS SERVIÇOS DE SAÚDE, DISPONIBILIDADE DE MEDICAÇÃO A EXAMES. A CATEGORIA “SOCIAIS” CONSTARAM CRENÇAS RELACIONADAS A CONDIÇÕES DE VIDA E ALIMENTAÇÃO ADEQUADA. POR ÚLTIMO, NA CATEGORIA “INDIVIDUAIS”, AS CRENÇAS VERSARAM SOBRE AS MELHORIAS DE DOENÇAS, MUDANÇAS EM ESTILOS DE VIDA, ATIVIDADE FÍSICA, CUIDADOS EM SAÚDE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, PRÁTICAS ESPIRITUAIS/RELIGIOSAS. SE FAZ NECESSÁRIO ENTENDER, NO ÂMBITO DE PESQUISA E PRÁTICA EM SAÚDE, O CONJUNTO DE CRENÇAS, VALORES, CONCEPÇÕES EM RELAÇÃO AOS CONTEXTOS SOCIOCULTURAIS DAS POPULAÇÕES.

Veja o artigo completo: PDF