Resumo Trabalho

AS PRÁTICAS DE ENFERMAGEM NA PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO ATIVO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

MARIA WILLIANNE ALVES DO NASCIMENTO, MARIA ELIZABETE RODRIGUES VIANA, JANAÍNA PAULA CALHEIROS PEREIRA SOBRAL, ALESSANDRA SILVA LIRA

Os riscos existentes dentro do processo do envelhecimento os riscos têm formado a qualidade de vida dos idosos, deixando-os condicionados a incapacidades, decorrentes de condições afetivas, físicas ou sociais, acompanhados a um processo dinâmico e individual. O papel dos profissionais de saúde, são essenciais na realização de atividades educativas e de métodos de prevenção de doenças e promoção da saúde aos idosos, de modo a possibilitar o enfrentamento das dificuldades e superar os desafios instituídos pela idade, e a prática de novas formas de cuidado. O presente relato tem como objetivo descrever as práticas de enfermagem voltadas para o envelhecimento ativo realizadas por enfermeiras voluntárias e estudantes de enfermagem em um Instituto de Longa Permanência para Idosos durante o ano de 2016. Observou-se que a prática do cuidar está muito além de técnicas e regras pré-estabelecidas e vividas dentro do processo de aprendizagem da enfermagem. A sensibilidade do enfermeiro frente a essa parcela da população, norteiam a humanização e o cuidado integral que envolvem o emocional, o íntimo e a individualidade de cada um. Percebeu-se a essência da prática de enfermagem em agradecimento, pelos momentos de lazer, fazendo de cada momento realizado através das atividades lúdicas, uma contribuição para o envelhecimento ativo e para a formação do profissional de enfermagem, baseada na experiência vivida. Trabalhar a prática do envelhecimento ativo através da promoção em saúde e das práticas de enfermagem de cuidados em saúde, possibilitou uma reflexão acerca das dificuldades encontradas pelos idosos, nessa altura da vida. Foi possível observar seus medos, preconceitos, opiniões, fragilidades expostas dentro do processo saúde-doença e que fazem parte do enfrentamento da promoção da saúde e prevenção dos agravos.

Veja o artigo completo: PDF