Resumo Trabalho

DESEMPENHO FUNCIONAL DOS PACIENTES DO AMBULATÓRIO DA FISIATRIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES

TENILDO LOPES, KARLA MEDEIROS BELÉM, PRISCILA DE OLIVEIRA CABRAL MELO, MARIA DO SOCORRO MENESES DANTAS e orientado por MARIA DO SOCORRO MENEZES DANTAS e orientado por MARIA DO SOCORRO MENEZES DANTAS

O envelhecimento representa um conjunto de processos geneticamente determinados, e pode ser definido como uma deterioração funcional progressiva e generalizada, resultando em uma perda de resposta adaptativa às situações de estresse e um aumento no risco de doenças relacionadas à velhice. Nesse sentido as Doenças crônicas surgem na mesma progressão que o estilo de vida sedentário e com hábitos alimentares irregulares durante todo o processo de envelhecimento dentro dos fatores ambientais, sociais e Psicológicos Objetivo - Comparar a capacidade funcional e doenças crônicas não transmissíveis dos pacientes atendidos no Ambulatório da Fisiatria do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes – Maceió/AL. Metodologia - estudo quantitativo, descritivo e retrospectivo, foram selecionadas 20 pessoas de uma população de 50 pessoas, sendo 14 mulheres e 06 homens, que foram divididos em dois grupos, sendo 10 pessoas com idade ≥60 anos (03 homens e 07 mulheres) e 10 pessoas com idade 30 e 59 anos, (03 homens e 07 mulheres). Resultado - todos os pacientes referiram ter caído ao menos uma vez, referiram que a artrite/artrose é a doença que causa maior prejuízo funcional, o resultado do teste Sentar e Levantar da Cadeira 5 vezes foi significativamente (0,044) melhor que o do grupo de adultos e que os adultos apresentaram um numero maior de doenças crônicas que o grupo de idosos. Conclusão - Os dados do presente estudo demonstraram que o grupo de adultos de meia idade com doenças crônicas não transmissíveis DCNTs instaladas apresentam um desempenho funcional igual ou inferior ao de idosos com as mesmas características.

Veja o artigo completo: PDF