Resumo Trabalho

O OLHAR DIFERENCIADO SOBRE A VIVENCIA DE UNIVERSITÁRIAS EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

MARIANNA DAYENNE BATISTA DE PAIVA, FERNANDA NAHARA CARVALHO DOSSANTOS, ISABELLA KILIA MACEDO SILVA e orientado por ANA ELZA OLIVEIRA DE MENDONÇA e orientado por ANA ELZA OLIVEIRA DE MENDONÇA

Objetivou-se no presente estudo relatar a experiência da promoção de cuidados a idosas institucionalizadas. Trata de um relato de experiência vivenciado por acadêmicas de Enfermagem enquanto participantes de um projeto extensão, voltado para a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida de 45 idosas no qual se encontram em situação de vulnerabilidade social, cultural e familiar. Foi realizado no período de junho de 2016 a junho de 2017, em instituição de longa permanência mantida com doações, pois, não tem financiamento publico e privado, no Nordeste do Brasil. As intervenções realizadas no decorrer do projeto são de musicoterapia, dia da beleza, atividades de jogos, atividades lúdicas como desenhar e pintar. Essas atividades desenvolvidas no projeto focaram-se principalmente na questão de promoção da qualidade de vida, de modo a complementar a rotina delas de forma interessante e interativa no cotidiano da instituição de longa permanência, visando tirá-las da rotina e do cotidiano atual das idosas. O desenvolvimento das ações de educação em saúde com idosos, tem se mostrado bem-sucedido, promovendo aprendizados, através da troca de conhecimento entre as gerações. Com isso, o projeto contribuiu para formação de uma sociedade mais humanizada a partir dessa interação, pois os estudantes puderam vivenciar situações novas e diferentes do seu contexto atual propiciando um contato direto com a pessoa idosa, onde muitas vezes não é vivencia durante a graduação, tornando-se uma experiência insubstituível para futuros profissionais de saúde, despertando-os para uma realidade tantas vezes ignorada pela maioria da população, pois promove qualidade de vida, humanização e respeito a idosas institucionalizadas.

Veja o artigo completo: PDF