Resumo Trabalho

ABORDAGEM ODONTOLÓGICA DO IDOSO COM DEMÊNCIA: ELEMENTOS DE ROTINA PREVENTIVA PARA REDUÇÃO DE COMORBIDADES

ANDREIA AFFONSO BARRETTO MONTANDON, LIGIA ANTUNES PEREIRA PINELLI, LAIZA MARIA GRASSI FAIS, DENISE TIBÉRIO

Com o envelhecimento populacional, a incidência de doenças cognitivas degenerativas aumenta, levando à dependência, e dificuldades no cuidado com a saúde bucal e maior prevalência de doenças, como cárie, periodontite e estomatite protética, relacionadas também ao maior risco de comorbidades e mortalidade. Assim, o objetivo deste foi estabelecer os cuidados a serem seguidos pelo profissional da área odontológica na rotina de execução de procedimentos e orientação da equipe multidisciplinar, familiares e cuidador para uma abordagem adequada com base na literatura pertinente, estabelecendo-se e discutindo os tópicos importantes na abordagem. As bases de dados foram pesquisadas e verificou-se que a literatura, com poucas exceções, não discute protocolos e rotinas de cuidados com o idoso com demência e dependente, mas o faz de forma mais pontual. Sendo assim, estabeleceu-se que a abordagem preventiva rotineira do idoso com demência, o cirurgião-dentista deve considerar: a avaliação criteriosa e multidisciplinar, a comunicação específica e eficiente, a atenção aos sinais vitais antes e após a consulta, o estímulo e educação dos pacientes e cuidadores, as intervenções curativas para redução de focos infecciosos segundo o comprometimento do paciente, a higienização de dentes, próteses e mucosa desdentada de modo que seja eficaz e rotineira, o tratamento da hipossalivação, o efetivo estabelecimento de consultas de rotineiras e interação com equipe multidisciplinar, cuidadores e familiares. Tais cuidados poderãopoderão trazer como benefício, a redução da comorbidade, da mortalidade, o maior conforto do paciente, a maior facilidade de tratamento da demência e bem-estar da família e do paciente.

Veja o artigo completo: PDF