Resumo Trabalho

DESAFIOS AMBIENTAIS PERANTE UMA POPULAÇÃO QUE ENVELHECE.

ELIEL DE JESUS MELO, VANEI PIMENTEL SANTOS e orientado por CAE RODRIGUES

O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO REQUER ADEQUAÇÃO POLITICO ESTRUTURAL, DE FORMA QUE O AMBIENTE CONSTRUÍDO POSSIBILITE A INSERÇÃO SOCIAL DO IDOSO, HAJA VISTO QUE O CONCEITO DE MEIO AMBIENTE ENVOLVE NÃO SÓ A NATUREZA, MAS TODAS AS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS EXISTENTES NA SOCIEDADE. NESSE SENTIDO, EM DECORRÊNCIA DO PROCESSO DE SENESCÊNCIA, O IDOSO SERÁ INCLUÍDO NA SOCIEDADE QUANDO VIVENCIAR AMBIENTES PROMOTORES DA SUAS POTENCIALIDADES, DEVENDO HAVER O ESTÍMULO A CONFECÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE LAZER AO AR LIVRE QUE SEJAM ADAPTADOS A POPULAÇÃO IDOSA, ALÉM DE ACESSÍVEIS E ATRATIVOS. VÁRIAS INICIATIVAS TEM ESTIMULADO A INSERÇÃO DO IDOSO EM AMBIENTES URBANOS, PORÉM QUANDO SE PENSA EM UMA POPULAÇÃO QUE ENVELHECE, TORNA-SE NECESSÁRIO O ESTIMULO A INTERGERACIONALIDADE QUE SERÁ POSSÍVEL QUANDO OS IDOSOS PERCEBAM QUE HÁ O ESTIMULO A PARTICIPAÇÃO ATIVA EM PROJETOS DE CONSTRUÇÕES QUE ATENDAM AS SUAS NECESSIDADES BIOPSICOSSOCIAIS. TRATA-SE DE ARCABOUÇO DE PESQUISA QUE ANCORADA NA HISTÓRIA ORAL TEMÁTICA, OBJETIVA ESCUTAR E ELUCIDAR OS ANSEIOS DO IDOSO VINCULADO A UNIVERSIDADE ABERTA A TERCEIRA IDADE, SOBRE O AMBIENTE QUE O CERCA, VISANDO ANALISAR AS ESTRUTURAS ARQUITETÔNICAS URBANAS SOB A ÓTICA DO ENVELHECER. PARA TANTO, SERÁ UTILIZADA ENTREVISTA SEMI ESTRUTURADA E APLICAÇÃO DE QUESTIONÁRIOS, ORIUNDOS DE DIRETRIZES QUE VERSAM SOBRE ACESSIBILIDADE, CIDADE SAUDÁVEIS E ENVELHECIMENTO. POR MEIO DESTE TRABALHO, BUSCA-SE CONFRONTAR OS RELATOS OBTIDOS NA ESCUTA DO IDOSO, COM O ARCABOUÇO TEÓRICO E LEGAL QUE REGE AS RELAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS NO SÉCULO XXI, CONTRIBUINDO PARA A MELHORIA DOS ESPAÇOS URBANOS E MELHOR SATISFAÇÃO DO IDOSO QUE PODERÁ SENTIR-SE VALORIZADO E INTEGRADO.

Veja o artigo completo: PDF