Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DA PSICOTERAPIA NA TERCEIRA IDADE COM ENFOQUE NA TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL (TCC): RELATO DE EXPERIÊNCIA

ROBERTA MACHADO ALVES

O inicío da terceira idade traz consigo alterações físicas, sociais, profissionais e familiares na vida do idoso, são fatores como perda de força física, dificuldade na locomoção, inicío da aposentadoria passando a estar mais tempo em casa, saída dos filhos de casa por já terem atingido a sua vida adulta, entre outros fatores que podem influenciar diretamente o emocional da pessoa idosa. O último Censo Demográfico, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), acusou uma tendência na diminuição da população jovem e aumento quadruplicado da população idosa, acima de 65 anos, até o ano de 2060. Esse cenário será impulsionado, principalmente, pelo aumento da expectativa de vida, para até 81 anos. A Psicoterapia é fundamental a qualquer tempo de vida, mas através das perspectivas do envelhecer, pode-se enfocar sua relevância seja na acolhida, resgate das memórias, adaptação, autoconhecimento, ressignificação de conceitos pessimistas, encontro de potencial para outras atividades ou ter alguém com quem aquele idoso possa conversar sem julgamentos e com uma escuta atenciosa, disposto a auxilia-lo no que ele achar pertinente trazer a sessão, tornando-se uma ferramenta para que enfrentem com qualidade os novos desafios trazidos por essa fase da vida. O presente relato de experiência visa demonstrar os benefícios do processo terapêutico na terceira idade, a partir de um atendimento realizado no CIS – Centro Integrado de Saúde da UNP – Universidade Potiguar. Abordar o assunto através de relato de experiência, permite que seja descrito a evolução da queixa relatada inicialmente pela paciente e as alterações percebidas ao longo do tratamento, bem como discutir a importância da Psicoterapia com ênfase na Terapia Cognitivo-Comportamental que tem por objetivo levar o paciente ao enfrentamento das situações temidas, mantendo-o psicologicamente engajado, de forma que o processo natural de condicionamento, apresente diminuição da ansiedade desperta por meio da habituação e da extinção. potencializando estudos já existentes e contribuindo para estudos futuros. Sabe-se que muito ainda se necessita avançar em termos de conhecimentos e desenvolvimento de técnicas aplicadas a pacientes idosos em específico, tendo em vista a superação dos obstáculos que enfrentam nessa etapa da vida, a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) para idosos configura se como uma abordagem de tratamento psicoterápico – com embasamento científico e teórico – que apresenta resultados e possibilidade de tratamento em menor espaço de tempo.

Veja o artigo completo: PDF