Resumo Trabalho

ACOLHIMENTO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO EM IDOSOS NOS SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA: REVISAO INTEGRATIVA

RITA DE CASSIA SOUSA SILVA, RAISSA SILVA DO NASCIMENTO, ROSÂNGELA ALVES ALMEIDA BASTOS e orientado por ROSILENE ALVES DE ALMEIDA

INTRODUÇÃO: O ENVELHECIMENTO QUASE SEMPRE SE ASSOCIA A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS CRÔNICAS E INCAPACIDADES, TORNANDO OS SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA UMA DAS PORTAS DE ENTRADA AO SISTEMA DE SAÚDE, SENDO A PARTICIPAÇÃO DO ENFERMEIRO NA ATIVIDADE DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO ESSENCIAL PARA O PROCESSO DE REGULAÇÃO. O ESTUDO TEVE COMO OBJETIVO CARACTERIZAR A PRODUÇÃO CIENTÍFICA ACERCA DO ATENDIMENTO PRESTADO PELOS ENFERMEIROS AOS IDOSOS NOS SERVIÇOS DE URGÊNCIA COM ACOLHIMENTO E CLASSIFICAÇÃO DE RISCO, EM PERIÓDICOS ONLINE, NO PERÍODO DE 2014 A 2018. MÉTODO: REALIZOU-SE UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA, COM ARTIGOS PUBLICADOS NO PERÍODO DE 2014 A 2018, POR MEIO DO OPERADOR BOOLEANO AND FORAM COMBINADOS OS DESCRITORES “ENFERMAGEM AND CLASSIFICAÇÃO DE RISCO AND IDOSO”. RESULTADOS E DISCUSSÃO: OS ESTUDOS DEMONSTRARAM QUE A MAIORIA DOS IDOSOS QUE BUSCARAM OS SERVIÇOS DE URGÊNCIAS ERA DO SEXO FEMININO (56%), AS PRINCIPAIS QUEIXAS REFERIDAS FORAM AS DOENÇAS DO SISTEMA OSTEOMUSCULAR E DO TECIDO CONJUNTIVO (45,9%), SEGUIDO DAS DOENÇAS DO APARELHO RESPIRATÓRIO (30,6%), DOENÇAS DO APARELHO DIGESTIVO (11,1%) E (9%) QUEIXAS TRAUMÁTICAS. O SISTEMA REFERENCIADO PELOS ENFERMEIROS PARA A CLASSIFICAÇÃO DE RISCO ERA O DE MANCHESTER; QUANTO À PERSPECTIVA AO CUIDADO PRESTADO, 65,7% DOS IDOSOS CONSIDERAVAM O SERVIÇO DE SAÚDE BEM SINALIZADO; JÁ EM RELAÇÃO À ASSISTÊNCIA PRESTADA, 73% REFERIRAM TER RECEBIDO INFORMAÇÕES SOBRE SEU ESTADO DE SAÚDE. CONCLUSÃO: OBSERVOU-SE SATISFAÇÃO DOS IDOSOS EM RELAÇÃO AO ACOLHIMENTO COM CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PRESTADO PELOS ENFERMEIROS, APESAR DA GRANDE DEMANDA DE USUÁRIOS TEREM AGRAVOS COMUNS DE SAÚDE QUE DEVERIAM SER RESOLVIDOS NA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE. DESCRITORES: ENFERMAGEM; CLASSIFICAÇÃO DE RISCO; IDOSO.

Veja o artigo completo: PDF