Resumo Trabalho

PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS CRÔNICAS EM AMBULATORIO DE ENFERMAGEM

MARÍLIA LOURENCIO DOS SANTOS, SANNI MORAES DE OLIVEIRA e orientado por BRÍGIDA KARLA FONSECA ANÍZIO e orientado por BRÍGIDA KARLA FONSECA ANÍZIO

A pele é constituída por três camadas, epiderme, derme e hipoderme. A epiderme é a camada mais externa, composta por epitélio pavimentoso estratificado queratinizado. A derme é a camada mais profunda é formada por denso estroma fibroelástico do tecido conjuntivo que possui extensas redes vasculares e nervosas, assim como as glândulas e os anexos que derivam da epiderme. Frente ao exposto, os objetivos do estudo foram: Avaliar o processo de cicatrização de feridas crônicas em pacientes atendidos em ambulatório de enfermagem, determinar o tempo de cicatrização das feridas, apontar as coberturas utilizadas no tratamento. Trata-se de uma pesquisa descritiva, do tipo estudo de caso clínico, inserida, em um projeto maior, intitulado “o cuidado interdisciplinar para a pessoa com lesões cutâneas”, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba FCMPB, sob número de protocolo 042/2011. Foram identificadas 2 pacientes sendo um em tratamento para úlcera vascular, e 1 paciente em tratamento de úlcera traumática. O protocolo de pesquisa constou de procedimentos de entrevista, exame físico, utilização da Pressure Ulcer Scale for Healing (PUSH), planigrafia e registro fotográfico das lesões, bem como a consulta a prontuário. O presente estudo aponta para a heterogeneidade do envelhecer em idosos com maior comprometimento e inspiram maiores cuidados e uma assistência qualificada baseada em tomadas de decisões que melhorem a qualidade de vida destes idosos.

Veja o artigo completo: PDF