Resumo Trabalho

ENVELHECIMENTO E MORTALIDADE POR DOENÇA DE CHAGAS EM IDOSOS RESIDENTES EM ALAGOAS.

DIANA HADAÇA DE LIMA ARAÚJO VILELA, ISABELA SOARES GOMES ALVES, JÉSSICA PESSOA NEVES CADENGUE, ANNAYZA PRISCILLA DE MORAES VELOSO e orientado por VIVIANE VANESSA RODRIGUES DA SILVA SANTANA e orientado por VIVIANE VANESSA RODRIGUES DA SILVA SANTANA

A doença de Chagas (DC) é infecciosa, que em idosos se apresenta de forma mais grave devido às suas comorbidades e complicações devido a patologias e fatores específicos do avanço da idade, é uma condição crônica negligenciada com elevada carga de morbimortalidade e impactos tanto no ponto psicológico, social e econômico, além de desencadear quantidade significativa de óbitos, sendo assim um grande problema de saúde pública. O objetivo desse trabalho é descrever a prevalência de óbitos por DC em idosos residentes no estado de Alagoas, no período de 2007 a 2014, com faixa etária específica de 60-79 anos, e fazer uma breve comparação com outros estados no Nordeste e o Brasil como um todo, além de retificar a importância da equipe multiprofissional no combate efetivo à doença. Há uma tendência à diminuição da transmissão e impacto da doença na região, porém, o fato de ainda existir moradias precárias permanece dificultada a sua redução efetiva, podendo assim, observar a magnitude dos óbitos. Por fim, a identificação da faixa etária mais acometida pela doença é fundamental para a elaboração de medidas preventivas específicas.

Veja o artigo completo: PDF