Resumo Trabalho

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO(A) ENFERMEIRO(A) PARA ASSISTÊNCIA AO IDOSO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

GABRIELLE MANGUEIRA LACERDA, JOSÉ AUGUSTO DE SOUSA RODRIGUES, JOYCE DE SOUZA, MARIA JOYCE TAVARES ALVES e orientado por GERLANE CRISTINNE BERTINO VÉRAS e orientado por GERLANE CRISTINNE BERTINO VÉRAS

A atenção primária é tida como a principal porta de acesso aos serviços do Sistema Único de Saúde, espaço que atua na promoção, prevenção e reabilitação da saúde, assim como na oferta de atenção integral ao idoso. Compete ao(a) enfermeiro(a) atender as necessidades e contemplar toda a dimensionalidade que envolve o sujeito idoso. Objetivou-se averiguar a percepção do(a) enfermeiro(a) sobre sua qualificação profissional para a assistência ao idoso na Atenção Primária à Saúde. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa realizado com os(as) enfermeiros(as) das Estratégias de Saúde da Família do município de Cajazeiras-PB, sendo a população composta por 23 enfermeiros(as) e a amostra formada por 11, que atenderam aos critérios de seleção. Utilizou-se de um questionário semiestruturado contendo questões objetivas e subjetivas. Os dados objetivos foram avaliados por intermédio de estatística descritiva e os dados qualitativos analisados por meio da Análise de Conteúdo de Laurence Bardin. A maioria dos participantes tem faixa etária entre 30 a 39 anos de idade, com 10 a 12 anos de formação, com tempo de serviço de menos de um ano até nove, com outro vínculo empregatício além da Estratégia de Saúde da Família. Os(as) enfermeiros(as) identificam fragilidades em sua assistência ao público idoso decorrente de sua formação acadêmica e que agrava-se pela falta de capacitação profissional. Percebe-se a importância de se inserir na grade curricular do curso de graduação em Enfermagem disciplinas gerontogeriátricas e investimento e estímulo para a participação ativa do profissional enfermeiro em ações de educação permanente.

Veja o artigo completo: PDF