Resumo Trabalho

CUIDADO INTERDISCIPLINAR EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA A PARTIR DE UMA VIVÊNCIA ACADÊMICA

DEIVISON DA SILVA FERREIRA, JULIANA CLAUDIA LEITE, REBECA PEREIRA DA SILVA e orientado por RACHEL CAVALCANTI FONSECA e orientado por RACHEL CAVALCANTI FONSECA

Os países em processo de desenvolvimento vivenciam uma modificação demográfica, que tem início com a queda do índice de mortalidade, acompanhada da diminuição da taxa de natalidade, provocando mudanças significativas na estrutura etária populacional do país. Envelhecer é considerado um processo contínuo, pessoal, inconvertível, global e natural de todos os integrantes de uma mesma espécie. Com o aumento da longevidade da população idosa, surge à ameaça das perdas funcionais, cognitivas, a ocorrência de patologias que levam a uma série de problemas que exigem um acompanhamento integral assim surge o risco de dependência e consequentemente institucionalização. A diminuição da independência e da incapacidade do idoso, associada à falta de assistência familiar estruturada e de políticas públicas para a população geriátrica, são fatores que levam a institucionalização do idoso. A mudança de ambiente provocada pela institucionalização é uma das situações que desencadeiam a depressão no idoso; apontada, frequentemente, na literatura, como fator de risco para o déficit cognitivo e demência. Esse isolamento social leva à perda da identidade, de liberdade, de autoestima, ao estado de solidão e muitas vezes renegar a própria vida, o que caracteriza o declínio cognitivo e a alta prevalência de doenças mentais e físicas associadas. O cuidado multidisciplinar à pessoa idosa gera muitos desafios as múltiplas áreas da saúde para que atuem unicamente para um bem comum, ou seja, atender a pessoa idosa nas suas particularidades, tendo um olhar multidimensional buscando prevenir agravos. A interdisciplinaridade facilita a percepção integral do indivíduo e do processo saúde-doença, onde os profissionais possam ter uma maior comunicação, a fim de alcançar os mesmos objetivos. O fisioterapeuta é um profissional da saúde muito importante na equipe multidisciplinar pois ele pode atuar na prevenção, no tratamento de diversas doenças que afetam o corpo físico e na reabilitação de sequelas causadas por patologias mais graves. A importância de proporcionar aos idosos uma qualidade de vida melhor é extremamente gratificante, e ainda servir de motivação para outras Instituições, no intuito de auxiliar na formação do caráter da sociedade um sentimento de responsabilidade social com profissionais humanizados, respeitando o indivíduo independente de suas deficiências e limitações.

Veja o artigo completo: PDF