Resumo Trabalho

A IMPLEMENTAÇÃO DE METODOLOGIAS ATIVAS PARA CAPACITAÇÃO DOS CUIDADORES INFORMAIS DE IDOSOS

THAYNARA MARIA OLIVEIRA DE ALBUQUERQUE, GISELLY CAVALCANTE RAMALHO, JOVELINA FERNANDES DOS SANTOS, LUCELIA FERNANDES DINIZ e orientado por MARCELO COSTA FERNANDES e orientado por MARCELO COSTA FERNANDES

A população brasileira está cada vez mais envelhecida e nesta linha de discussão, dados relatam que cerca de 40% dos indivíduos com 65 anos ou mais de idade necessitam de algum tipo de ajuda, seja para realizar pelo menos uma tarefa, ou para fazer compras, cuidar das finanças, preparar refeições e limpar a casa. Contudo a dependência não está apenas no cuidado direto com o idoso, mas em atribuições que deveriam está destinada a todos os membros da família. Trata-se de um estudo do tipo reflexivo que busca analisar a relação da metodologia ativa como estratégia de capacitação de cuidadores informais de idosos com base na literatura científica e documentos ministeriais. A necessidade de conhecer o perfil dos cuidadores buscando ferramentas de aprendizagem que auxilie na interpretação de suas dificuldades no processo de cuidar. Esse conhecimento proporciona tanto aos profissionais da saúde quanto os estudantes dessa área, planejar e implantar as políticas e programas públicos já vigentes que serve de balaústre à família, voltados à realidade do cuidador evitando situações de conflito entre o cuidador, o idoso dependente e a família. Nota-se que as metodologias ativas são ferramentas imprescindíveis para a sensibilização dos cuidadores informais na busca da compreensão de formas mais efetivas e eficientes de cuidados a serem ofertados aos idosos, sendo uma atividade a ser disponibilizada pelas três esferas governamentais, principalmente no cenário da Atenção Básica.

Veja o artigo completo: PDF