Resumo Trabalho

ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS/PATOLÓGICAS DO ENVELHECIMENTO E SEU POTENCIAL REPERCURSSOR SOBRE O RISCO DE QUEDA

PEDRO BEZERRA XAVIER, ISIS DE SIQUEIRA SILVA, GABRIELE ALVES DOS SANTOS, DANIELA MOURA DOS REIS e orientado por JANK LANDY SIMÔA ALMEIDA

INTRODUÇÃO: O INCREMENTO DO CONTINGENTE DE IDOSOS LONGEVOS NO BRASIL E NO MUNDO TEM AMPLIADO O PERCENTUAL DE INDIVÍDUOS COM DOENÇAS CRÔNICAS, DECLÍNIO DA CAPACIDADE FUNCIONAL, BEM COMO DEPENDÊNCIA. NESSE SEGMENTO ETÁRIO IDENTIFICAM-SE AQUELES COM DIMINUIÇÃO DAS RESERVAS FÍSICAS E AUMENTO DA VULNERABILIDADE A ESTRESSORES, LEVANDO O INDIVÍDUO A UM QUADRO DE INCAPACIDADE. OBJETIVO: IDENTIFICAR AS ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DA SENESCÊNCIA QUE POTENCIALIZAM O RISCO DE QUEDA E DE SEUS EFEITOS DELETÉRIOS SOBRE O ORGANISMO. METODOLOGIA: TRATA-SE DE UM ESTUDO DE REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA (RIL), REALIZADA ENTRE FEVEREIRO E ABRIL DE 2019, NA BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE (BVS), ATRAVÉS DOS DESCRITORES: ALTERAÇÕES, COGNITIVAS E IDOSOS, COM OS FILTROS; TEXTO COMPLETO DISPONÍVEL; TIPO DE DOCUMENTO ARTIGOS CIENTÍFICOS; ANO DE PUBLICAÇÃO 2011 A 2018 E ESCRITOS EM LÍNGUA PORTUGUESA. A POPULAÇÃO DO ESTUDO PERFAZ 35 DOCUMENTOS, UTILIZANDO-SE APENAS 10. RESULTADOS E DISCUSSÃO: O ENVELHECIMENTO É UM PROCESSO NATURAL, NO QUAL EXISTEM ALTERAÇÕES FUNCIONAIS QUE TORNAM O ORGANISMO MAIS SUSCEPTÍVEL A DEFORMIDADES. À MEDIDA QUE UMA PESSOA ENVELHECE, AUMENTA O RISCO DE DIVERSAS DOENÇAS. OS DÉFICITS COGNITIVOS EM UM IDOSO SÃO, MUITAS VEZES, A ORIGEM DE PROBLEMAS FUNCIONAIS, FAZENDO COM QUE HAJA DIFICULDADE PARA MANTER AS CAPACIDADES. AS ALTERAÇÕES COGNITIVAS TAMBÉM ENVOLVEM A MEMÓRIA, ATENÇÃO, NEUROMUSCULARES, NA FORÇA DA MARCHA E PREENSÃO PALMAR. CONCLUSÃO: TORNA-SE NECESSÁRIO QUE OS TRABALHADORES ATUANTES NA ÁREA DA SAÚDE TENHAM DISPONÍVEIS, TECNOLOGIAS PARA A REALIZAÇÃO DE DIAGNÓSTICOS CORRETOS E, ASSIM, POSSAM PROMOVER INTERVENÇÕES ADEQUADAS, POIS O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO ASSUME PECULIARIDADES EM CADA INDIVÍDUO.

Veja o artigo completo: PDF