Resumo Trabalho

NÚMERO DE INTERNAÇÕES E GASTOS COM AIHS COM A POPULAÇÃO IDOSA: UM ESTUDO DE PROJEÇÕES NA CIDADE DE PORTO ALEGRE - RS.

ELIDIO VANZELLA

Diante do fenômeno do envelhecimento da população brasileira, existe a premente necessidade de estruturação de serviços e de programas de saúde que possam responder às demandas emergentes do novo perfil epidemiológico, pois os idosos utilizam os serviços hospitalares de maneira mais intensiva que os demais grupos etários, envolvendo maiores custos, implicando no tratamento de duração mais prolongada e de recuperação mais lenta e complicada. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho é projetar o número de internações e o valor médios das AIHS para o período 2017 a 2020 e para os anos de 2025 e 2030 para a população idosa da cidade de Porto Alegre - RS. Ainda, de maneira específica, realizar o levantamento das internações no SUS para o período 2008 a 2016, considerando as principais causas de internações da população idosa da cidade de Porto Alegre - RS. O estudo, do tipo exploratório/descritivo e inferencial, desenvolvido a partir de abordagem quantitativa foi realizado utilizando a base de dados do Sistema de Informações Hospitalares (SIH) para o período de 2008 a 2016 e por meio das ferramentas estatísticas de séries temporais e de análise de regressão. Assim, estima-se que o número de AIHs aprovadas apresentará crescimento constante. Assim como o valor médio, de tal forma que se estima, para o ano de 2030, o valor será 77,84% maior que o valor médio das AIHs no ano de 2016. O aumento constante nos gastos hospitalares se apresenta como um desafio para a gestão pública, pois sendo os recursos escassos, o aumento dos gastos poderá impactar no número de atendimentos.

Veja o artigo completo: PDF