Resumo Trabalho

FUNÇÃO EXECUTIVA (FE) EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: UMA ANÁLISE DAS VARIÁVEIS SOCIODEMOGRÁFICAS.

MARIA CAROLINA DA SILVA CARDOSO NANQUE, LARYSSA GRAZIELLE FEITOSA LOPES e orientado por GABRIELA XAVIER DE MORAES BORBA CHAVES GOMES

A COGNIÇÃO COMPREENDE EM SI VÁRIOS DOMÍNIOS ONDE AS FUNÇÕES EXECUTIVAS COMPREENDE UMA DELAS. A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA PESSOA IDOSA PODE SER FATOR DE RISCO PARA DESORDENS COGNITIVAS. OBJETIVO: ANALISAR COMO AS VARIÁVEIS SOCIODEMOGRÁFICAS INFLUENCIAM A FUNÇÃO EXECUTIVA DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS. MÉTODO: ESTUDO OBSERVACIONAL DE CORTE TRANSVERSAL, CORTE INSTANTÂNEO DA AMOSTRA ANALISADA. RESULTADOS: O TEMPO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO TEM GRANDE INFLUÊNCIA NA FORMA COMO OS IDOSOS SE APRESENTAM EMOCIONAL E COGNITIVAMENTE. O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO, PARA MUITOS DELES, TORNA-SE UMA BARREIRA (INTELECTUAL, COGNITIVA, SOCIAL, ENTRE OUTRAS), QUE OS LEVA, MUITAS VEZES, A SE SENTIR DESMOTIVADOS, ANSIOSOS E DEPRESSIVOS. ESCOLARIDADE, RENDA TAMBÉM PODEM SER FATORES DE RISCO PARA ALTERAÇÃO DA FE DE IDOSOS NO CONTEXTO DE UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA.

Veja o artigo completo: PDF