Resumo Trabalho

CRENÇAS SOBRE O CORPO NA VELHICE NA LITERATURA DE CORDEL

ÊNIO DE ALMEIDA BRITO NEVES, JOEL LIMA SILVA, ANTONIO GUEDES RANGEL JUNIOR e orientado por MARIA DO CARMO EULÁLIO

O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO DO CORPO NÃO É APENAS DE ORDEM BIOLÓGICA, MAS PERMEADO DE QUESTÕES PSÍQUICAS E ATRAVESSADO POR SIGNIFICAÇÕES SOCIAIS. A ARTE SE CONSTITUI ENQUANTO ELEMENTO FUNDAMENTAL PARA A MATERIALIZAÇÃO DOS SABERES CONSTRUÍDOS SOCIALMENTE SOBRE O QUE É VIVENCIADO NO GRUPO, SABERES ESTES QUE CIRCULAM E TAMBÉM SÃO RESPONSÁVEIS PELA FORMAÇÃO DE ATITUDES. NESSA PERSPECTIVA, O PRESENTE TRABALHO BUSCOU IDENTIFICAR AS CONCEPÇÕES SOBRE O CORPO NA VELHICE QUE ESTÃO PRESENTES NA LITERATURA DE CORDEL, GÊNERO LITERÁRIO CARACTERÍSTICO DA REGIÃO NORDESTE. PARA TAL, FOI UTILIZADO O ACERVO DA BIBLIOTECA DE OBRAS RARAS ÁTILA ALMEIDA, DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA, EXTRAINDO UMA AMOSTRA DE 130 CORDÉIS E DESTA OS TEMAS RELACIONADOS AO CORPO. FORAM IDENTIFICADAS 98 UNIDADES TEMÁTICAS, DENTRE AS QUAIS DIVIDIDAS NAS CATEGORIAS: SIGNIFICAÇÕES DO CORPO QUE ENVELHECE, ALTERAÇÕES CORPORAIS E FISIOLÓGICAS, ROSTO DEFORMADO E USO DE ARTIFÍCIOS PARA MASCARAR A VELHICE E SUBMETIDAS À ANÁLISE DE CONTEÚDO TEMÁTICA. AS CONCEPÇÕES QUE MAIS APARECEM ESTAVAM LIGADAS A DECREPITUDE E FRAGILIDADE DO CORPO (47,6%), PROBLEMAS NAS PERNAS (17,6%), TRAÇOS DO ROSTO EMBRUTECIDOS (31,4%) E UTILIZAÇÃO DE INTERVENÇÕES NA PELE PARA MASCARAR A VELHICE (62,5%). A ANÁLISE DEMONSTROU UMA REITERAÇÃO DA PERSPECTIVA OCIDENTAL NEGATIVA DA VELHICE LIGADA ÀS PERDAS E A UMA SIGNIFICAÇÃO SOCIAL NEGATIVA DO ENVELHECIMENTO DO CORPO, ALÉM DE APONTAR PARA A ARTE COMO UM VEÍCULO DE RESSONÂNCIA DE PERCEPÇÕES SOCIAIS SOBRE OS FENÔMENOS E COMO UM INSTRUMENTO PARA UMA POTENCIAL REESTRUTURAÇÃO DE CRENÇAS ACERCA DA VELHICE E POSTERIOR FORMAÇÃO DE ATITUDES.

Veja o artigo completo: PDF