Resumo Trabalho

AS TEORIAS DE ENFERMAGEM APLICADAS A UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS

LARISSA DANDARA LIMA DOS SANTOS, PRISCILA DE OLIVEIRA CABRAL MELO, ALBA BENEMERITA ALVES VILELA e orientado por TITO LÍVIO RIBEIRO GOMES DO NASCIMENTO e orientado por TITO LÍVIO RIBEIRO GOMES DO NASCIMENTO

Introdução: a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) adotou a expressão “Instituição de Longa Permanência para Idosos” (ILPI) para designar o tipo de instituição anteriormente chamado de Asilo e define-a como estabelecimento para atendimento integral institucional, cujo público-alvo são as pessoas de 60 anos ou mais, dependentes ou independentes, que não dispõem de condições para permanecer com a família ou em domicílio unicelular. Introduzir as teorias de enfermagem nos cuidados e no ambiente das ILPI´s é necessário para promover uma melhor qualidade na assistência e fazer com que o idoso sinta-se confortável e respeitado em suas subjetividades. Diante do exposto, o objetivo deste estudo é relatar a experiência de atividades práticas desenvolvidas por acadêmicos de enfermagem em a uma instituição de longa permanência para idosos, com vistas a perceber o cuidado de enfermagem ancorado nas teorias de enfermagem. Metodologia: Estudo de caráter descritivo do tipo relato de experiência, vivenciado por alunos do curso de enfermagem da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, as atividades práticas ocorreram durante 4 dias durante o mês de Abril, no ano de 2015, durante atividades práticas em saúde, correspondente ao módulo de Ambiente Terapêutico. As atividades aconteceram em uma Instituição de longa permanência filantrópica, que pertence a Arquidiocese de Maceió. Resultados e discussão: As atividades práticas eram embasadas nos diversos cuidados de enfermagem, mas o foco foi na promoção de conforto e segurança da pessoa idosa no ambiente institucional, já que o módulo tratava de ambiente terapêutico. Elencamos 10 teorias de enfermagem aplicadas à instituição, são elas: teoria de Florence Nightingale, a Teoria de Peplau, Teoria de Virginia Henderson, Teoria do autocuidado de Orem, Teoria de Wanda Horta, Teoria de Adaptação de Sister Callista Roy, Teoria Prescritiva De Wiedenbach, Teoria Filosófica de Lydia E. Hall, Teoria Transcultural de Leininger, Teoria Holística de Levine. Diante da experiência conseguimos identificar que a aplicação das Teorias de Enfermagem nesta ILPI ainda está em processo de evolução. Percebemos ainda que o cuidado de enfermagem prestados aos idosos tem em partes, um embasamento teórico-prático ancorado no que as teorias preconizam. Assim, creditamos que estes profissionais ainda não estão sensíveis para perceber não só a importância deste embasamento teórico para a realização do planejamento e execução do cuidado, mas também perceber as nuances próprias do processo de envelhecimento. Conclusão: Assim sendo, é necessário que os profissionais da enfermagem estejam atentos para importância do uso de cada teoria no seu ambiente de trabalho, com vistas a proporcionar um melhor direcionamento dos cuidados que serão fornecidos, bem como promover qualidade de vida e de assistência aos idosos, percebendo seu universo, seu contato com o meio ambiente e entendendo a relação entre as suas manifestações e a relação com a saúde.

Veja o artigo completo: PDF