Resumo Trabalho

O ENVELHECER DA DEGLUTIÇÃO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

CAMILA DAYANE FERREIRA DA SILVA e orientado por POLIANA CARLA SANTOS MARANHÃO e orientado por POLIANA CARLA SANTOS MARANHÃO

INTRODUÇÃO: O envelhecimento é um processo natural do ser humano, no qual ocorrem alterações que lhe são inerentes. O Brasil está passando por um processo de envelhecimento populacional rápido e intenso, devido à transição demográfica e epidemiológica, que se configura um desafio à Saúde Coletiva. Através de mecanismos semelhantes aos que ocorrem nas demais partes do organismo, as estruturas do sistema estomatognático são igualmente afetadas pelo processo de envelhecimento, o que pode diminuir a eficiência da deglutição nesta população. Desta forma, existem certas alterações consideradas próprias do processo de envelhecimento e outras que podem ser evitadas e/ou tratadas através de esclarecimentos dos profissionais que atuam junto a esta população. OBJETIVO: Identificar as principais características da função de deglutição na população idosa através de uma revisão sistemática. METODOLOGIA: Trata-se de uma revisão sistemática, realizada a partir do levantamento bibliográfico nas plataformas Scientific Electronic Library Online (SciELO), Literatura Latino- Americana e do Caribe em Ciências de Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online utilizando (MedLine). Foram utilizados os seguintes descritores, em combinações variadas: deglutição, disfagia, idoso, transtornos da deglutição, envelhecimento, fonoaudiologia. As buscas foram padronizadas entre os anos de 2011 a 2017 e delimitada por idioma português. As fases de seleção foram: fase de título; fase de abstract; fase de artigos completos. RESULTADOS: A partir do cruzamento dos descritores nas bases estudadas, 79 artigos foram identificados, deste total, após checagem dos critérios de elegibilidade, foram selecionados apenas 10 artigos para análise final. Os dados apontaram que os idosos apresentam modificações na função deglutição, as quais fazem parte do processo natural de envelhecimento, e que provocam adaptações no processo alimentar, deixando-os propensos ao desenvolvimento da disfagia. Em todas as pesquisas foi consenso a afirmação de que com o passar dos anos, as estruturas do sistema estomatognático e suas funções acabam sofrendo modificações, as quais fazem parte do processo natural de envelhecimento, levando o idoso a adaptar-se diante de suas condições morfofuncionais. Frente a isso, torna-se necessário conhecer o perfil e as demandas dessa população, com o intuito de auxiliar no planejamento das ações fonoaudiólogicas. CONCLUSÃO: A partir dessa revisão foi possível verificar que os estudos com relação à deglutição do idoso vêm sendo paulatinamente executados na tentativa de se estabelecer os padrões de normalidade e das modificações que ocorrem no envelhecimento. O empenho em verificar tais padrões faz-se necessário para o estabelecimento do quadro esperado nessa etapa da vida, visto que o envelhecimento é uma realidade mundial.

Veja o artigo completo: PDF