Resumo Trabalho

OS PARADIGMAS IMPOSTOS AOS IDOSOS PELA SOCIEDADE QUE INFLUENCIAM EM SUA AUTOESTIMA E SUA SEXUALIDADE: RELATO DE EXPERIÊNCIA.

MIKAELE MONIK RODRIGUES INÁCIO DA SILVA e orientado por IVANILDE MICIELE DA SILVA SANTOS e orientado por IVANILDE MICIELE DA SILVA SANTOS

INTRODUÇÃO: O envelhecimento é o processo biopsicossocial, ou seja, constituídos por modificações nos fatores biológicos, psicológicos e sociais, visto que essa fase da vida nos últimos anos vem crescendo em diversos países. A França e Portugal são exemplos desse aumento de expectativa de vida, atualmente possuir idosos com faixa etária com mais de 50 anos, representado cerca de 30 % da população. Esse índice está relacionado às iniciativas do estado com investimentos de cuidados à população envelhecida através de políticas públicas de saúde. Que considera a sexualidade parte de todas as etapas da vida, mas modifica-se com o tempo, porém é uma expressão saudável e fundamental para a felicidade e realização do ser humano. Porém estereótipos de maneira preconceituosa sobre a sexualidade nos idosos são vistos com frequência, por motivos de mitos e tabus que são criados e recriados pela sociedade. OBJETIVO: Na tentativa de instigar a reflexão e discussão sobre o tema em grupo de adultos maduros, o relato objetivou identificar os paradigmas impostos aos idosos pela sociedade que influencia em sua autoestima e sua sexualidade. METODOLOGIA: O presente relato foi desenvolvido em uma associação dos moradores de um determinado bairro, no município de Maceió, que acolhe adultos maduros, com a finalidade de aprendizagem em educação em saúde. A construção para a realização das atividades nessa região ocorreu através do vinculo da Liga de Saúde Mental com essa instituição, de modo que as ações em saúde foram abordadas semanalmente, com temas específicos as necessidades do grupo trabalhado. Os recursos utilizados para efetivação dessa atividade consistiu em cartazes informativos, estimulando a prática da vida sexual, rodas de conversas para facilitar o ensino-aprendizagem, possibilitando o ouvir para orientar, e para finalizar a palestra foi utilizada a “dinâmica do espelho". RESULTADOS: A roda de conversa foi desenvolvida no período vespertino, em uma quarta-feira, sobre a sexualidade na melhor idade influenciando em sua autoestima. O momento foi conduzido por acadêmicos do curso de enfermagem, supervisionado pela coordenadora da liga acadêmica de saúde mental. Ao iniciar a ação sabia-se que expor sobre esse assunto seria delicado, pelo “peso” que a palavra sexo representa ora na geração passada, ora na que vivemos, pois existem tabus que cercam e impossibilita o falar sobre, como algo natural que faz parte de todo ser, independente da fase que se encontre. Percebeu-se que a autoestima está afetada em 90% do público que se propuseram relatar as suas experiências da vida sexual. O fato torna-se preocupante para a saúde do idoso, pois dessa forma o desânimo e a ausência da vontade de se relacionar aumentam de maneira significativa, e consequentemente a despreocupação com sua autoimagem. CONCLUSÕES: As expectativas, levantadas inicialmente no estudo, foram obtidas e comprovadas por evidências científicas e reforçadas pelos relatos dos idosos. Para a minimização desse agravo em saúde, faz necessária a elaboração de políticas públicas eficazes, que orientem a atuação do profissional de saúde inerente a essa situação-problema, além da proteção necessária ao idoso possibilitando a diminuição do preconceito e a liberdade de seus desejos sexuais.

Veja o artigo completo: PDF