Resumo Trabalho

O ENVELHECIMENTO ATIVO EVIDENCIADO EM ASSOCIAÇÃO DE IDOSOS NO MUNICÍPIO DE CUITÉ-PB: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

JARDELY KAROLINY DOS SANTOS SILVA e orientado por MATHEUS FIGUEIREDO NOGUEIRA e orientado por MATHEUS FIGUEIREDO NOGUEIRA

Introdução: De acordo com a mudança da pirâmide etária brasileira, as projeções para os próximos anos é para uma maior expectativa de vida e uma diminuição no índice da taxa de fecundidade, configurando uma população predominantemente idosa. A harmonia entre alterações orgânicas, o estilo de vida e o contexto que o idoso está inserido resultará em um envelhecimento ativo e também saudável. O objetivo desse trabalho é relatar a experiência da participação ativa de idosos em um evento realizado pela disciplina de saúde do idoso da UFCG na cidade de Cuité-PB. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência descritivo, de natureza qualitativa, sobre um evento denominado como I Workshop de Promoção da Saúde do Idoso, realizado no mês de agosto de 2017 na cidade de Cuité-PB. Obtivemos como participantes do evento mais de 80 idosos do grupo “Alegria de Viver” na associação São Vicente de Paulo. Durante o evento foram apresentados cinco eixos temáticos relacionados a saúde do idoso. No referencial teórico , a pesquisa teve caráter exploratório, com periódicos indexados nas bases de dados: “SCIELLO”, “CAPES” e “LILACS” e foram selecionados cinco artigos dos últimos cinco anos (2012-2017). RESULTADOS E DISCUSSÃO: A proposta de realizar o primeiro workshop de promoção da saúde do idoso foi bastante instigadora, o evento surgiu com a ideia de ser uma atividade prática que resultaria em uma nota para a disciplina saúde do idoso, porém, foi surpreendente a quantidade de idosos participantes e também os resultados que obtivemos relacionado as atividades desenvolvidas. A experiência advinda desse evento foi bastante gratificante, pois, pôde ser observado quanto a população idosa necessita de informações e o quanto simples atividades desenvolvidas com eles tem uma grande potencial em sanar algumas dúvidas, sendo também observado que o conhecimento dos seus diretos dá-lhes autonomia e emponderamento corroborando com o que o Ministério da Saúde condiz em relação das ações educativas em saúde. Durante a aplicação dos instrumentos de avaliação global da saúde do idoso, pude perceber que mesmo com a idade cronológica já avançada, muitos desempenhavam suas atividades de vida diária sem nenhum problema. Dessa forma, refleti que as atividades realizadas em grupo estimulam sim a promoção da saúde, que os idosos em sua maioria, mesmo com todas as alterações orgânicas, só precisam de um pouco de encorajamento para realizar diferentes tarefas, introduzir novidades na sua rotina e assim adquirir novos hábitos que tragam benefícios para sua saúde. CONCLUSÕES: Assim, podemos concluir que a inserção de atividades na vida do idoso, como a participação de grupos que tenham uma rotina de desenvolver tarefas, oficinas, apresentações culturais, debates sobre temas variados e etc, tem um rendimento considerável na promoção da saúde.

Veja o artigo completo: PDF