Resumo Trabalho

HABILIDADES SOCIAIS EM IDOSOS: UM ESTUDO COMPARATIVO

BRENNO ARLEY RODRIGUES DE SOUZA, ELIZA MARIA SILVA MOREIRA e orientado por LUCIENE COSTA ARAÚJO-MORAIS

O PRESENTE ESTUDO TEVE COMO OBJETIVO COMPARAR AS HABILIDADES SOCIAIS ENTRE IDOSOS QUE FREQUENTAVAM GRUPOS DE CONVIVÊNCIA E OS QUE NÃO FREQUENTAVAM. TRATA-SE DE UM ESTUDO DE CAMPO, DO TIPO DESCRITIVO E EXPLORATÓRIO, DE CUNHO QUALITATIVO. A AMOSTRA FOI CONSTITUÍDA POR 20 IDOSOS, DO SEXO FEMININO, COM IDADE ENTRE 60 E 99 ANOS, DIVIDIDAS EM DOIS GRUPOS: 10 IDOSAS QUE FREQUENTAVAM UM GRUPO DE CONVIVÊNCIA E 10 IDOSAS QUE NÃO FREQUENTAVAM TAIS GRUPOS, TODAS RESIDENTES NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE – PB. OS INSTRUMENTOS FORAM: UM QUESTIONÁRIO SOCIODEMOGRÁFICO, UM ROTEIRO QUE ESTRUTURAVA SITUAÇÕES DE JOGOS DE PAPÉIS, A FIM DE OBTER RESPOSTAS COMPORTAMENTAIS DOS IDOSOS E UMA ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA, COM A FINALIDADE DE COMPARAR AS HABILIDADES SOCIAIS ENTRE AS DUAS AMOSTRAS. A PARTIR DOS DADOS OBTIDOS OBSERVOU-SE QUE OS IDOSOS QUE FREQUENTAVAM GRUPOS DE CONVIVÊNCIA APRESENTARAM HABILIDADES SOCIALMENTE ADEQUADAS DE MANEIRA MAIS RECORRENTE DO QUE OS IDOSOS QUE NÃO FREQUENTAVAM NENHUM GRUPO DIANTE DAS SITUAÇÕES PROPOSTAS PELO JOGO DE PAPÉIS. NA ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA FOI POSSÍVEL OBSERVAR QUE NAS DUAS AMOSTRAS DE IDOSOS, EM SUA MAIORIA, CONSIDERARAM O SEU RELACIONAMENTO FAMILIAR COMO BOM E SUA INTERAÇÃO SOCIAL COMO BOA, REFORÇANDO QUE O DIFERENCIAL NO MANEJO DAS HABILIDADES SOCIAIS É A FREQUÊNCIA EM GRUPOS DE CONVIVÊNCIA, QUE PERMITE O TREINO DESSAS HABILIDADES.

Veja o artigo completo: PDF