Resumo Trabalho

ACOMPANHAMENTO FARMACÊUTICO NO USO DE MEDICAMENTOS POR IDOSOS

VIVIANE MARIA DA SILVA QUIRINO, DAYVERSON LUAN DE ARAÚJO GUIMARÃES e orientado por LINDOMAR DE FARIAS BELÉM e orientado por LINDOMAR DE FARIAS BELÉM

A tendência de envelhecimento populacional em nosso país está em crescimento, os pacientes idosos são os principais consumidores e os maiores beneficiários da farmacoterapia moderna, os idosos naturalmente estão mais suscetíveis a problemas de saúde, havendo assim uma maior utilização dos serviços de saúde para essa faixa etária, acarretando no aumento do uso de medicamentos, ocasionando desafios tanto para os serviços de saúde quanto para os profissionais nele inseridos, se fazendo necessário uma atenção maior com esses indivíduos, a promoção e educação da saúde sobre medicamentos, requer uma orientação farmacêutica, assegurando ao paciente uma dispensação correta e não apenas a entrega do fármaco. Dessa forma, o objetivo desse estudo científico é demonstrar a importância da atenção farmacêutica para a qualidade de vida dos pacientes, esta prática não possui finalidade de intervir no diagnóstico ou na prescrição médica, mas objetiva garantir uma maior qualidade farmacoterapêutica, farmacoepidemiologia e farmacoeconomia, a fim de evitar interações medicamentosas, e, sobretudo, assegurando a saúde dessa faixa etária. A atenção farmacêutica busca ser um referencial para estabelecimentos farmacêuticos nos quais os fatores comerciais e mercantilistas, sejam substituídos por uma concepção de serviços avançados de saúde. O diálogo é essencial em uma boa comunicação, pois permite entender a realidade do paciente, o farmacêutico poderá elaborar hipóteses de solução desses problemas, através de um plano de cuidados. Para que possa ser garantido o uso racional e adequado de medicamentos, reduzindo não só reações adversas, mas proporcionando maior eficácia em seu tratamento e melhoria à qualidade de vida dos idosos.

Veja o artigo completo: PDF