Resumo Trabalho

PARÂMETROS CARDIOVASCULARES EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: IDENTIFICAR, MONITORAR E PREVENIR.

MARIA MILANEIDE LIMA VIANA, MARIA HELLENA FERREIRA BRASIL, DEYSIANNE FERREIRA DA SILVA, MARINA SARMENTO BRAGA RAMALHO DE FIGUEIREDO e orientado por ANNA CLÁUDIA FREIRE DE ARAÚJO PATRÍCIO e orientado por ANNA CLÁUDIA FREIRE DE ARAÚJO PATRÍCIO

Doenças cardiovasculares são consideradas o conjunto de doenças que afetam o sistema circulatório, desta forma analisar os fatores relacionados às doenças cardiovasculares é de extrema importância para a sociedade, pois são responsáveis por elevadas taxas de mortalidade. O número de casos pode ser reduzido através de educação e mudança de hábitos, sendo os profissionais de saúde um elo importante entre o tratamento clínico, o cuidado e a prevenção. Os idosos institucionalizados apresentam um quadro de fragilidade, confirmando a necessidade de políticas públicas que atendam as reais necessidades desta população. Objetivou-se analisar parâmetros cardiovasculares em idosos institucionalizados no intuito de identificar, monitorar e prevenir. Trata-se de um estudo transversal, quantitativo, realizado em uma Instituição de Longa permanência para idosos na cidade de João Pessoa – PB em setembro de 2017. Para obtenção dos dados utilizou-se uma amostragem de 20 idosos, sendo os critérios de inclusão: possuírem capacidade cognitiva, deambulação preservada e jejum de 8 horas. Aplicou-se um instrumento de coleta de dados tipo questionário com as variáveis: idade, pressão arterial, glicemia capilar, circunferência abdominal, circunferência do quadril, relação cintura-quadril, peso, altura, índice de massa corpórea. Os achados indicam a necessidade da prevenção primária e educação em saúde, como formas de identificação, prevenção e monitorização das doenças crônicas. Além disso, abordagens multidisciplinares que envolvam as equipes multiprofissionais, possibilitando a aprendizagem e conscientização dos indivíduos, família e comunidade, com orientações sobre mudança de comportamentos e hábitos de vida.

Veja o artigo completo: PDF