Resumo Trabalho

ATUAÇÃO DA ENFERMAGEM JUNTO À CUIDADORES DE IDOSOS COM ALZHEIMER: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

LARISSA MARIA LACERDA FERNANDES, MARIA MÉRCIA BEZERRA e orientado por FABÍOLA DE ARAUJO LEITE MEDEIROS e orientado por FABÍOLA DE ARAUJO LEITE MEDEIROS

O Processo de envelhecimento se constitui como um processo de evolução dos processos biológicos, físicos e psicológicos no qual consideramos chamar como processos biopsicossociais que abrangem todo o indivíduo e seu desenvolvimento e amadurecimento. No contexto atual envelhecimento populacional do Brasil vem crescendo exorbitantemente segundo pesquisas do IBGE e ligado a esse crescimento da população idosa podemos observar também o crescimento exorbitante das doenças demenciais no país, na atualidade, há uma prevalência aumentada desses problemas quando e consequentemente a uma necessidade maior de observação mais aprofundado para a prevalência da funcionalidade em idosos dentro desse contexto de envelhecimento no país, e mediante essa observação uma das principais doenças demenciais na atualidade é o Mal de Alzheimer.. A Doença de Alzheimer é a principal causa de demência do tipo não reversível no mundo, responsável por 60 a 70% dos casos de declínio cognitivo progressivo em idosos e, por esse motivo, é frequentemente referida como sinônimo de demência. É uma doença neurológica, que se caracteriza por quadro demencial progressivo com comprometimento inicial da memória para fatos recentes. Em seguida, há deterioração das funções cognitivas, como apraxias construtivas, agnosias e distúrbios afásicos. O objetivo desta pesquisa foi analisar a contextualização da enfermagem na atuação junto aos cuidadores de idosos portadores de Alzheimer de acordo com a produção científica entre os anos de 2011-2017. Foi-se elaborado uma revisão de caráter integrativa determinada como método de revisão bibliográfica, caracterizada pelo resumo da literatura anterior de base empírica ou teórica para maior compreensão de um fenômeno. Tendo como principais bancos de dados: Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde-LILACS; Medical Literature Analysis and Retrieval System Online-MEDLINE; Base de Dados de Enfermagem-BDENF; e biblioteca virtual Scientific Electronic Library Online-SciELO. Foram selecionadas 44 publicações brasileiras, nas quais após identificação dos artigos e a leitura dos resumos, seguindo os critérios de inclusão e exclusão, resultou numa base empírica de 11 artigos para análise nos idiomas Inglês e português. Após avaliação criteriosa, as pesquisas feitas levaram a afirmar que com o decorrer do avanço da doença de Alzheimer acontece o aparecimento de sintomas como agressividade, depressão e mudanças de humor decorrentes do processo patológico e do aparecimento da sobrecarga emocional e de estresse que envolvem os cuidadores e a família, e que parte dessa sobrecarga pode ser sanada a partir de instruções sobre o processo da doença e de como lidar com os avanços, cabendo assim, a importância de um profissional da enfermagem no auxílio ás famílias e aos cuidadores, de modo que a importância da enfermagem como agente principal de amenização dessa situação se dá a partir da informação à família quanto a sintomatologia recorrente, fazendo-se necessário um acompanhamento ativo por parte dos profissionais enfermeiros para com idosos com Doença de Alzheimer e seus cuidadores.

Veja o artigo completo: PDF